Header Ads

Main

Mann + Filter orienta caminhoneiros sobre manutenção dos filtros


















 Os filtros automotivos são peças fundamentais para o bom funcionamento dos caminhões. Manter a manutenção em dia, além de fazer com que cada filtro desempenhe sua função com mais eficácia, aumenta vida útil do motor e de componentes como turbina, por exemplo, além de reduzir as emissões de poluentes e o consumo de combustível. Quando utilizados além dos prazos especificados, podem trazer sérios problemas ao veículo. Por isso, é importante manter todos os itens sempre em dia, o que evita a perda de quilometragem e permite que o caminhoneiro trafegue com mais tranquilidade.

 O filtro do combustível saturado, por exemplo, provoca a perda de potência do motor. Isso gera, além de danos ao veículo, prejuízos ao motorista, pois provoca perda de quilometragem. Ele retém do combustível, partículas como ferrugem e resíduos do tanque, sendo utilizado em todos os motores movidos a diesel. Atendendo as especificações da montadora, ele protege bico injetor, unidade injetora, bomba injetora e agregados extremamente sensíveis do sistema de alimentação do combustível.

 O filtro do óleo, que tem a finalidade de impedir a circulação de impurezas no motor, quando usado além de sua capacidade, não cumpre adequadamente sua função. O óleo sujo causa borra no motor e pode até fundi-lo. Desta maneira, o filtro deve ser substituído a cada troca do óleo lubrificante, para não reduzir a durabilidade do óleo novo no motor.

 O filtro do ar tem como função reter as partículas contidas no ar aspirado pelo motor e cuidar para que somente ar limpo entre na câmara de combustão, evitando desgaste excessivo nas partes móveis do motor como pistão, anéis, bielas, camisa etc. Um filtro muito sujo pode aumentar o consumo de combustível e aumenta o nível de emissão de poluentes (fuligem negra), prejudicando o meio ambiente e ocasionando multa em algumas cidades.

 Já o filtro de cabine, que retém a entrada de partículas como pó, fuligem, gases nocivos e bactérias, proporcionando ar puro no interior do caminhão, auxilia também na prevenção de problemas respiratórios, uma vez que, além de combater a entrada de poluição, previne a proliferação de ácaros, um dos principais causadores deste tipo de doença. Vale destacar que o uso do filtro de cabine não está relacionado ao fato de o veículo ter ar condicionado. O simples acionamento do sistema de ventilação faz com que o ar passe pelo elemento filtrante.

 O período de troca dos filtros dos caminhões depende de alguns fatores. O consultor técnico da MANN+FILTER, André Gonçalves, explica: “O elemento filtrante do ar de um caminhão que roda em uma usina de açúcar, por exemplo, pode trabalhar por 10 mil quilômetros; o mesmo caminhão rodando em uma rodovia sem trânsito pode chegar a rodar 100 mil quilômetros. Portando, a manutenção deve ser feita conforme orientação do fabricante do veículo ou quando o indicador de manutenção acusar a necessidade da troca”.

 André Gonçalves ainda explica com relação aos outros filtros: “A troca do filtro do combustível varia muito entre cada veículo, por isso, deve-se respeitar a orientação do fabricante. O filtro de óleo deve ser trocado a cada substituição do óleo lubrificante; já o filtro de cabine também depende das condições onde veiculo trafega, mas no mínimo a cada seis meses em condições de uso rodoviário/urbano e antes para rural. Já o filtro desumidificador do sistema de freios deve ser trocado conforme orientação do fabricante do veiculo”.

 É importante considerar que algumas condições de tráfego exigem manutenção dos filtros com mais frequência. Condições de tráfego intenso onde o veículo fica parado com motor ligado é um caso em que o elemento filtrante está trabalhando, mas o odômetro do veiculo está parado; o mesmo ocorre em condições severas em que o veículo fica exposto a partículas suspensas no ar, como em usinas de álcool ou mineradoras por exemplo.
Tecnologia do Blogger.