Header Ads

Main

O que você precisa saber sobre a profissão carreteira – Parte 1

















 O mercado brasileiro está necessitado de carreteiros. Por isso, se você é carreteiro ou pretende ser, é essencial saber mais sobre os tipos de caminhão e de cargas existentes no mercado para escolher a melhor opção para o seu dia-a-dia. Assim, hoje vamos explicar quais conhecimentos são necessários para dirigir alguns caminhões e transportar certas cargas.

 No passado, para ser carreteiro bastava saber dirigir. Hoje, com o mercado cada vez mais competitivo, o setor de transporte rodoviário modernizado e os caminhões mais sofisticados, a realidade é outra. As transportadoras estão procurando profissionais preparados, por isso, é importante investir no currículo. Isso inclui se manter atualizado sobre as novas tecnologias disponíveis e fazer cursos oferecidos por escolas especializadas na formação de carreteiros.

 Para os que estão querendo ingressar na carreira carreteira, muitas transportadoras exigem como requisitos primordiais, além da habilitação, ensino médio completo e disponibilidade para viagens. Mas, alguns caminhões e algumas cargas específicas exigem outros conhecimentos.
Conhecimentos necessários para cada tipo de caminhão e carga

1. Transporte Autônomo de Carga (TAC)

 Para os carreteiros que querem ser profissionais autônomos (TAC), a Agência Nacional dos TransportesTerrestres (ANTT) estabelece, por lei, que para transportar cargas em vias públicas, no território nacional, é preciso fazer uma inscrição prévia no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC).

 Para se regularizar, é preciso ir a uma unidade regional da agência ou a um posto credenciado e ter um CPF ativo, RG, estar em dia com a contribuição sindical e ser proprietário, co-proprietário ou arrendatário de, pelo menos, um veículo de tração e de cargas com Capacidade de Carga Útil igual ou superior a 500 Kg, registrados em seu nome no órgão de trânsito na categoria “aluguel”.

 Além de todos os requisitos, o carreteiro precisará ser aprovado em um curso específico ou ter, no mínimo, 3 anos de experiência. Lembrando que o curso deverá ser ministrado por alguma instituição de ensino credenciada junto às Secretarias Estaduais de Educação ou pelo Serviço Nacional de Aprendizagem em Transporte, Sistema “S”.

2. Caminhões usados em transporte de carga cujo peso bruto total excede 3,5 mil Kg

 Neste caso, o carreteiro precisa estar habilitado, no mínimo, há 1 ano na categoria B (veículos que não tenham mais de oito lugares além do motorista), não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima e não ser reincidente em infrações médias nos últimos 12 meses.
3. Caminhões com unidade acoplada, articulada, reboque, semirreboque ou trailer somando um peso bruto total de 6 mil Kg ou mais

 O carreteiro precisa ser habilitado na categoria E, ser maior de 21 anos e ter habilitação de, pelo menos, 1 ano, nas categorias C ou D (transporte de passageiros).
4. Produtos perigosos e cargas indivisíveis

Alguns tipos de cargas especiais exigem cursos especializados com duração de 2 semanas. Para se matricular, o carreteiro deve procurar centros de formação de condutores, instituições de educação credenciadas ou unidades do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat).

 As aulas são teóricas e, no final de cada módulo, o aluno faz uma prova com 20 questões de múltipla-escolha sobre os assuntos estudados. A aprovação depende de 70% de acertos. Depois de aprovados, os carreteiros terão o cadastro renovado com a nova permissão e os dados registrados no campo “observações” da CNH.
- Caminhões com produtos perigosos

 Para transportar produtos perigosos (explosivos, gases, líquidos e sólidos inflamáveis, substâncias tóxicas, radioativas ou corrosivas), o carreteiro precisa ser maior de 21 anos e possuir CNH nas categorias B, C, D ou E.

 No curso preparatório para este tipo de transporte, o aluno estuda questões relacionadas à legislação do Código de Trânsito e normas específicas, como as responsabilidades do condutor, trajes de segurança e as sinalizações. Além disso, tem aulas sobre direção defensiva, prevenção de acidentes, primeiro socorros e movimentação de produtos perigosos, com detalhes sobre cada tipo de carga.
- Caminhões com carga indivisível

 Para realizar este curso, também é preciso ter mais de 21 anos e ser habilitado nas categorias C ou E (caminhões). As aulas são sobre a legislação específica para este tipo de carga, como infrações, sinalização, acondicionamento e amarração, participação do condutor no carregamento e descarregamento do veículo e Autorização Especial de Tráfego (AET), necessária para este tipo de deslocamento.

 Além disso, o curso conta com aulas sobre direção defensiva, prevenção de acidentes, primeiros socorros, meio ambiente, como proceder em caso de acidentes e movimentação de produtos perigosos, com especificações sobre cada tipo de carga, como blocos de rochas, máquinas ou equipamentos de grandes dimensões, toras, tubos e outras cargas regulamentadas pelo Contran.

A gora que você sabe um pouco mais sobre as exigências de cada tipo de carga e caminhão, escolha a melhor opção e comece a se preparar! Boa sorte!

Via ford econoshow

Continue de olho no nosso Blog e nos siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.
Tecnologia do Blogger.