Header Ads

Iguais aos europeus, novos FH, FM e FMX são apresentados pela Volvo



 A Volvo concluiu nesta semana o último passo na renovação total de sua linha de produtos. Após trazer ao Brasil o FH 16 e lançar o VM com nova cabine e transmissão I-Shift, os modelos FH, FM e FMX também foram atualizados e agora se equiparam aos modelos vendidos pela fabricante sueca na Europa, com exceção à tecnologia de pós-tratamento de emissões – na Europá já vigora o padrão Euro 6, enquanto que no Brasil os caminhões novos saem de fábrica com motorização Euro 5.




 Entre os três modelos, o FH foi o que mais mudou. A cabine do pesado com motores de 460 cv e 540 cv agora é a mesma do FH 16, de 750 cv e voltado para o transporte de cargas indivisíveis. Com isso, o espaço interno ganha 1 m³ (um metro cúbico) a mais de volume. Pelo numeral ser um, a primeira impressão é que não é muito espaço. Porém essa impressão some uma vez que se está dentro do caminhão: a diferença de tamanho é perceptível. Como o FH é um modelo premium, itens de conforto também merecem destaque. Do acabamento do volante, do banco e do painel a ergonomia dos controles do pesado, tudo foi pensado para valorizar o motorista. Além disso, o exterior agora possui a imponência do FH 16.




 A tecnologia também avançou nos novos modelos que passarão a ser vendidos no Brasil. Em tempos de pesquisas com caminhões autônomos, a Volvo disponibiliza uma função que caminhão na direção deste futuro: o I-See. Com este novo sistema, o caminhão “aprende” a rota, desde as curvas até a inclinação de subidas e descidas. Desta maneira, a transmissão automatizada I-Shift antecipa a mudança de marchas e o funcionamento do freio-motor para otimizar a condução e reduzir o consumo de combustível. Segundo a Volvo, o I-See pode gerar uma economia de até 3% de diesel.

 Durante a apresentação da nova linha F, a Volvo destacou a conectividade do modelo. Prova disso é o aplicativo My Truck. Ele está disponível na App Store (para aparelhos Apple) e no Google Play (para aparelhos com o sistema operacional Android). Com ele, é possível ver pelo GPS onde o caminhão registrado está, dados de condução e desempenho, tudo em tempo real. O aplicativo também é um item de segurança. Se o alarme for acionado, o usuário recebe um alerta.














 Os motores dos veículos não tiveram alteração, porém foram ajustados eletronicamente. O FM, por exemplo, agora tem opção de propulsor de 380 cv, além do já disponível de 370 cv. O FH tem versões de 420 cv, 460 cv, 500 cv e 540 cv. FM e FH ganharam inéditas configurações 8×2. Os FMX podem contar com configurações de tração integral 4×4 ou 6×6. Os motores vão dos 370 cv aos 540 cv. Os executivos da Volvo não definiram um preço para os novos modelos, mas afirmaram que a alta será na casa dos 20%.

Texto: Leandro Tavares,
de Curitiba (PR) para o Brasil Caminhoneiro
Tecnologia do Blogger.