Header Ads

Main

Tem Scania no churrasco!





 O empresário Leio Aardoom gosta de caminhões e de celebrar. Decidiu, então, unir as duas coisas em uma só e o resultado é um projeto que atrai curiosidade e rende sempre uma boa festa

 Ele é sucesso entre a família, os amigos, os clientes, a vizinhança, a cidade de Carambeí (PR) e com toda a região. Também pudera: não é em qualquer lugar que se encontra um Scania para preparar churrasco!

 A ideia, como não poderia deixar de ser, saiu da mente criativa de mais um apaixonado por caminhões e fã da marca, Leendert Ferdinand Aardoom, dono da Transportadora TransArdo. Mas ele não sabe precisar como nasceu o projeto. “Foi há 12 anos. Decidi que queria construir a churrasqueira na área da empresa e quando o pedreiro me perguntou como eu a queria, respondi de primeira: “quero que seja uma carreta Scania saindo da parede”, resume.

 A execução, no entanto, demorou dois anos, “mas não foi culpa do pedreiro”, esclarece o empresário. “O trabalho mesmo foi conseguir todas as peças originais do caminhão, porque eu não queria nada de réplica. Comecei com a grade na qual foi projetada a boca da churrasqueira”, explica.

 O projeto é todo em tamanho real e até mesmo os faróis acendem. “Tive o cuidado de fotografar um caminhão e ampliar a imagem para fazer o adesivo do para-brisa com o volante e painel com as mesmas dimensões do original”, conta orgulhoso.

 Para conseguir peças, Leio contou com o apoio da Casa Scania Battistella e também da fábrica da Scania. “À época, me comprometi a fechar a compra de mais sete caminhões e, em contrapartida, eles me facilitariam a compra das peças.”

 A conclusão da obra e inauguração da churrasqueira aconteceram em junho de 2002, reunindo toda a família Aardoom, em comemoração ao aniversário do pai de Leio, o também Leendert Ferdinand Aardoom — hoje falecido.

 Depois de abertos “os trabalhos”, já foram inúmeros os eventos em torno da carreta-churrasqueira. “Fizemos festa com os funcionários, para o pessoal da fábrica da Scania e da Battistella, para os nossos clientes”, conta o empresário, afirmando que os próprios clientes costumam solicitar o espaço para promoverem encontros com os seus contatos.

 Voltado majoritariamente para operações frigoríficas por todo o País, Leio Aardoom já tem metade da sua frota, de 120 veículos, composta por Scania, tendo a última compra sido realizada no final de 2014. São veículos na maioria R 400, R 420 e R 440 que rodam até 10 mil quilômetros por mês. “Meu pai comprou o primeiro consórcio Scania na década de 90 e, de lá pra cá, vamos aumentando gradativamente a participação da marca no nosso negócio, principalmente pelos resultados de economia de combustível”, ressalta o empresário.



Atravessando gerações

 Renan e Leonardo Ardoom, filhos de Leio, decidiram começar um negócio próprio também no segmento de transportes e não tiveram dúvida: escolheram como primeiro carro da frota um Scania R 440, vendido pela casa Scania P.B Lopes de Ponta Grossa (PR), com financiamento pela Scania Banco.

 “Não dá para citar um só diferencial, porque escolhemos Scania por um conjunto de fatores — da boa média com o caminhão pela facilidade de manutenção, ótimo valor de revenda, entre outros”, destaca Leonardo.

 O empresário herdou do avô e do pai a paixão pela vida na estrada, e conta que, desde pequeno ajudava na troca de lâmpadas, adorava a oportunidade de bater marchas dos veículos estacionados no pátio e aproveitava seus finais de semana acompanhando os motoristas que iam para as fazendas coletar leite. Hoje, é ele quem vai para a estrada, enquanto o irmão e sócio Leonardo, cuida da parte administrativa do negócio. “Cheguei a ficar 82 dias viajando direto, e acho importante como empresário, conhecer as rotas, estradas postos”, destaca ele, que vai conhecendo pessoas, conquistando amigos e continua a aprender com o dia a dia a bordo do seu Scania.
Tecnologia do Blogger.