Header Ads

Main

FPT Industrial participa de feira de Construção na Europa





 A FPT Industrial apresentou recentemente na França, em Paris-Nord Villepinte, juntamente com o sistema patenteado HI-eSCR, tecnologia de pós-tratamento de emissões, sua menor e maior oferta de motor, o R22 e o Cursor 16. A apresentação foi realizada durante um dos maiores eventos de construção da Europa, a Feira de Construção e Materiais Intermat.

 O motor R22 de três cilindros e 2,2 litros, representa a solução ideal para clientes que procuram pouca manutenção e alto desempenho para aplicação em minicarregadeiras e miniescavadeiras. Trata-se do motor mais compacto do seu segmento, com intervalos de manutenção de até 600 horas.

 O equipamento está em conformidade com as legislações de emissões Tier 4B/Stage IIIB. A unidade compacta adota uma combinação de Catalisador de Oxidação Diesel (DOC, na sigla em inglês) e Filtro de Fluxo Parcial (PFF, na sigla em inglês), pré-programado em um conversor integrado, desenvolvido especialmente para saídas de potência abaixo de 56kw.

 No topo da sua linha de aplicações para construção, a FPT apresentou também o seu motor de seis cilindros de 16 litros, o Cursor 16.

 Com desempenho equivalente a um equipamento de 18 litros e tamanho igual a um de 13 litros, o motor oferece a melhor potência, torque, desempenho e intervalo de manutenção de sua categoria, além de ser indicado especificamente para grandes construções e para equipamentos de manuseio de material.

 Por estarem em conformidade com os padrões de emissão da Tier 4B/Stage IV, todos os motores acima de quatro litros, incluindo o novo Cursor 16, utilizam o sistema patenteado de Redução Catalítica Seletiva de Alta Eficiência (HI-eSCR). Desenvolvido antes das versões finais das Normas de Emissão Euro IV e Tier 4, implementadas em 2014, a solução patenteada da FPT Industrial de pós-tratamento de emissões, HI-eSCR, maximiza a eficiência da combustão com o objetivo de reduzir a produção de material particulado e, assim, atender a legislação.

 A solução utiliza ar limpo ao invés da Recirculação de Gases de Escape (EGR, na sigla em inglês), o sistema HI-eSCR de pós-tratamento de emissões converte NOx em Nitrogênio diatômico e água. Além disso, não precisa de Filtro de Partículas Diesel (DPF, na sigla em inglês).

 Com o objetivo de oferecer ainda mais suporte aos clientes com as Normas de Emissão Tier 4B/Stage IV, o Sistema HI-eSCR de pós-tratamento de emissões é extremamente flexível no que diz respeito à sua instalação. Como resultado da ausência de gases de escape recirculados, a solução da FPT Industrial não exige que as fabricantes mudem os pacotes de resfriamento utilizados na Tier 4A. A solução gera economia, permite diminuir peso e espaço, contrastando diretamente com as soluções Tier 4B dos concorrentes que utilizam os gases de escape recirculados (EGR). Além disso, estão disponíveis mais de 30 configurações de fácil instalação do sistema de pós-tratamento de emissões para atender diferentes, o que fornece uma variedade de soluções para as fabricantes de equipamentos.

 Como uma das poucas fabricantes que possuem uma solução sem o uso de EGR, a FPT industrial continuará a desenvolver vantagens competitivas já conquistadas com o Tier 4B/Stage IV. Até 2019, a nova geração do HI-eSCR terá a integração do filtro de partículas, atendendo às futuras normas de emissão do Stage V.

 Com essa solução uma parte da Redução Catalítica Seletiva é substituída pelo filtro de partículas, sem criar qualquer impacto significativo para o projeto de pós-tratamento, o que evita investimentos na fase de produção do veículo e fornece uma solução de bom custo-benefício se comparada a outros sistemas mais complexos.
Tecnologia do Blogger.