Header Ads

Main

Obrigatoriedade de exame toxicológico para renovação de CNH C, D e E volta a ser suspensa



Matéria cedida pelo Portal Transporta Brasil com texto de Victor José, reporte do Portal Transporta Brasil.| Foto: Érico Pimenta. 


 Regra passa a valer a partir do primeiro dia de 2016; conselho alega que novo atraso foi necessário para que sejam realizadas análises mais minuciosas dos procedimentos

 O Contran (Conselho Nacional de Trânsito), mais uma vez, postergou a data que torna obrigatória a realização de exames toxicológicos para interessados em tirar ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação nas categorias C, D e E. Prevista inicialmente para ser colocada em prática a partir do primeiro dia de 2014, a regra passa a valer a partir do primeiro dia de 2016. Este é o quarto adiamento em um ano e meio.

 Segundo o órgão, o novo atraso foi necessário para que sejam realizadas análises mais minuciosas dos procedimentos.

 Uma pesquisa feita em 2014 pelo Grupo Arteris, concessionária que controla uma série de rodovias nacionais, calculou que 13% dos motoristas de caminhão usam drogas à base de anfetaminas, conhecidas como rebite, para enfrentar longas jornadas de trabalho. De acordo com estudos da ONG Associação de Vítimas – Trânsito Amigo, ao todo, 24 mil vidas deixarão de ser poupadas em razão da morosidade. Atualmente, o Brasil é o terceiro país com mais mortes no trânsito, com cerca de mil óbitos a cada mês, e 38% dos acidentes em estradas federais envolvem veículos pesados.

 Segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), nos próximos meses, o órgão realizará estudos em conjunto com o Ministério da Saúde para definir os requisitos a serem exigidos dos laboratórios que realizarão os exames.

 Até 1º de janeiro de 2016, o novo prazo para a implantação, estão suspensos os credenciamentos de prestadoras de serviços laboratoriais, inclusive aqueles que já haviam sido aprovados.

Portal Transporta Brasil no facebook
Tecnologia do Blogger.