Header Ads

Main

Sada projeta um centro de reciclagem de veículos


Por Queila Andrade para o jornal O Tempo.

 Imagina se o carro velho garantisse um desconto de até 15% na troca por um zero. A ideia é viável e faz parte de um plano muito maior, que prevê retorno econômico e socioambiental com incentivo à renovação da frota, aumento das vendas e redução da emissão de poluentes. Ontem, o presidente do grupo Sada, o empresário Vittorio Medioli, apresentou ao governador Fernando Pimentel um projeto para a montagem de um Centro de Reciclagem de Veículos (CRV), em Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte.




 “O projeto prevê uma compensação de tributos estaduais e federais, na forma de incentivos ao comprador de um veículo novo que entregar o usado com mais de 20 anos para reciclagem”, destacou Medioli. No dia 1º de setembro, a proposta será apresentada, em Brasília, à Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), à Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e a entidades empresariais e sindicais.


 A proposta elaborada pela Sada visa atender a todo o país, com um sistema integrado entre montadoras, revendas e sindicatos. “O custo logístico elevado e a dificuldade para a destinação dos resíduos sempre foram apontados por esses setores como os maiores entraves para a implementação de um programa de reciclagem. Entretanto, a proposta é que o mesmo caminhão que vai levar o carro zero, volte com os usados e os leve para o centro de reciclagem. Para isso, criamos um frete único, oferecendo uma solução competitiva”, explica Medioli.

 O presidente do grupo Sada estima que o plano de reciclagem, além de criar condições para instituir uma data de validade para a frota nacional, terá grandes impactos econômicos e socioambientais. “Os incentivos serão permanentes, e não temporários, como as isenções do IPI. Portanto, existe potencial para elevar as vendas anuais em até 1 milhão de veículos. E o Produto Interno Bruto poderá ter um crescimento de até 2%”, afirma Medioli.

 O Centro de Reciclagem de Veículos demandará investimentos de aproximadamente R$ 90 milhões. Ele ficará dentro do Centro Logístico que será inaugurado ainda em 2015 em Igarapé.

Segundo Medioli, a implantação do CRV depende da edição de uma Medida Provisória (MP). “Tem que alterar a legislação, mas é possível concluir todo o processo em ate nove meses. É muito importante o apoio do governo do Estado de Minas Gerais, assim como o de São Paulo, para a montagem do centro de reciclagem”, destaca o presidente do grupo Sada.
Tecnologia do Blogger.