Header Ads

Main

CNT é contrária à paralisação de caminhoneiros prevista para o dia 9



 Brasília, 04 - A Confederação Nacional do Transportes (CNT) não apoia a paralisação nacional de caminhoneiros, prevista para acontecer na próxima segunda-feira, dia 9. Segundo o diretor da CNT, Vander Costa, a instituição não foi consultada em relação ao movimento, que sido organizado sem o apoio sindical.


 "Essa paralisação não tem liderança sindicalizada, então não está na CNT. São pessoas que não estão satisfeitas com a situação e cobram as promessas feitas em fevereiro e que não foram cumpridas", disse Costa.

 A posição da CNT, afirmou, é de que as negociações dos trabalhadores com o governo devem prosseguir, antes de apostar numa mobilização desse tipo. "A paralisação seria a última das opções que, nesse momento, não é definida pela CNT. Não está consolidada uma organização para deflagrar essa paralisação. Se parar hoje, não se sabe nem com quem se vai negociar", comentou.

 Por meio de redes sociais, caminhoneiros tentam organizar a nova paralisação. Os trabalhadores pedem redução no preço do diesel, anulação de multas referentes à paralisação anterior, ocorrida em fevereiro, e crédito com juros subsidiados.

 Por meio de uma nota distribuída pela internet no último domingo, o chamado "Comando Nacional do Transporte", que se declara independente de sindicatos, afirma que a manifestação tem apoio do Movimento Brasil Livre e do Vem Pra Rua. A página do grupo no Facebook tem mais de 26 mil seguidores.

Via Em.com.br com texto de Agência Estado. 
Tecnologia do Blogger.