Header Ads

Main

Torque e potência do motor FPT Industrial de 10 litros conquistam motoristas do caminhão extrapesado da Ford



 Profissionais de empresas brasileiras que atuam com o transporte de areia, pedra e grãos aprovaram o desempenho do motor FPT 10,3L.

 Após entregar uma nova fórmula em propulsão para a Ford Caminhões, com o motor de 10,3 litros para o extrapesado da marca, a FPT Industrial foi buscar a opinião dos usuários do motor diretamente na fonte. O fornecimento do FPT 10,3L à Ford Caminhões teve início logo após o lançamento do caminhão, no segundo semestre de 2013. Desde então, os extrapesados da montadora – os modelos Cargo 2042 e o Cargo 2842 – vem conquistando a preferência de usuários do setor de construção pesada.




 Três clientes da Ford Caminhões que possuem o modelo 2842 comprovam a força e qualidade do motor em aplicações como transporte de grãos, areia e pedra. Entre os pontos fortes, os motoristas das empresas consultadas destacaram o excelente torque (força) do FPT10,3L, que chega a 1.900Nm, além do desempenho do sistema de Arla 32 e ainda, a potência atingida com um motor de 10 litros.

 Segundo Cristiano Stocco, coordenador de Logística do Grupo Averama, de Umuarama (PR), os motoristas da empresa enfatizaram o bom desempenho do motor FPT em tracionar o veículo em condições difíceis: “Temos 35 caminhões 2842 em nossa frota, que trabalham de segunda a sábado e nossos profissionais elogiam o desempenho do propulsor nas subidas de rampas”.

 O Grupo Averama realiza o transporte de grãos em trechos rodoviários de curta distância, que, segundo Stocco, somam até 150 quilômetros, considerando a ida e a volta entre municípios paranaenses como Umuarama e Campo Mourão, e Umuarama e Maringá. Todos os cavalos-mecânicos puxam implementos do tipo vanderleia (com três eixos espaçados).

 Em São Paulo (SP), a Comércio e Transporte de Areia e Pedra Agregado presta serviços de logística para construtoras e empresas de mineração em todo o estado paulista, levando os produtos que lhe dão nome: areia e pedra. O proprietário Ricardo Valério comenta que o principal trecho de atuação dos caminhões Ford 2842 com implementos basculantes é feito entre Botucatu, no Interior Paulista, e a capital paulista, totalizando 235 quilômetros diários. “Temos seis caminhões Ford Cargo Extrapesado, e gosto muito do desempenho do motor, que considero muito forte, com destaque para a qualidade de funcionamento do sistema de Arla”, diz Valério.

 Valério disse que os números registrados em relação ao consumo de combustível variam de acordo com a experiência do motorista. “Não conseguimos registrar um número padrão, pois cada motorista, de acordo com sua experiência na condução, consegue um desempenho diferente”, avalia. Mas na avaliação geral, conseguimos tirar o máximo em performance nesse quesito.

 A Paupedra, de Guarulhos (SP), atua há mais de 60 anos no mercado de mineração, concreto e asfalto. A empresa é especializada no processo de extração de pedra britada (tipo de rocha utilizado em larga escala na construção de rodovias e pavimentos de ruas e avenidas). Com uma frota própria de caminhões, a Paupedra decidiu adquirir duas unidades do Ford Cargo 2842 para operações específicas.




 O desempenho do motor FPT 10,3L é o que mais chamou atenção no modelo, diz Luiz Matogrosso, diretor da empresa, lembrando que os motoristas “só tem elogios”: “Dele, não temos do que reclamar”. Os dois Ford extrapesados estão em operações de transporte rodoviário e de apoio na Paupedra. “Um dos caminhões transporta areia entre Sorocaba e Guarulhos, fazendo 600 quilômetros em um dia – o equivalente a seis viagens por dia. O outro Ford carrega o combustível que abastece nossa frota em Guarulhos, e chega a percorrer 100 quilômetros em um dia”, finaliza Matogrosso. Isso mostra que não podemos parar a operação para manutenção e os motores tem sido nossos aliados no dia a dia que temos na empresa”, finaliza.

O motor FPT 10,3L

 Atendendo à norma Proconve P-7 (Euro V), o motor FPT de 10,3 litros com seis cilindros em linha entrega potência de 420cv a 2100rpm e torque de 1.900Nm de 1000-1500rpm. O destaque para atingir esta performance é o turbo VGT (Turbo de Geometria Variável) que garante uma curva de torque plana de 1.000 a 1.500 rpm, traduzindo em respostas rápidas do motor nas trocas de marchas, garantindo excelente performance do caminhão com baixo consumo combustível.

 O propulsor FPT10,3L é produzido na fábrica da FPT Industrial em Córdoba, na Argentina. “O fornecimento à Ford Caminhões faz parte da nossa estratégia de trabalhar o mercado aberto, como empresa totalmente independente das empresas do Grupo CNH Industrial. Continuamos buscando novos negócios com outras montadoras que estiverem dispostas a adotar a qualidade dos nossos motores em seus veículos”, afirma Amauri Parizoto, diretor de Vendas da FPT Industrial na América Latina.
Via FPT Indrustrial

Tecnologia do Blogger.