Header Ads

FPT Industrial eleva qualidade de seus motores com Centro Tecnológico de Qualidade



 Resultado de um investimento de meio milhão de reais, Centro de Qualidade FPT possui oficina completa para análise e testes de motores.

 Centro trabalha com 18 engenheiros e técnicos focados na qualidade total dos motores e atendimento rápido e eficaz ao cliente.

 A FPT Industrial alcança importantes resultados com a atuação do Centro de Qualidade instalado em Sete Lagoas, MG. A área técnica atende toda a América Latina e permitiu, além da total padronização das metodologias de análise, maior sinergia entre as áreas técnicas da FPT com as reais necessidades dos clientes.


 A estrutura é comandada por Eduardo Pimenta, diretor de Qualidade, um especialista já conhecido do segmento automotivo, com histórico de gestão de equipes voltadas para a área de garantia da qualidade e de atendimento ao pós-venda. A organização desenhada e comandada por Pimenta trabalha com 18 engenheiros e técnicos e conta com a atuação de um gerente de aplicação para cada um dos segmentos on e off-road, e um gerente dedicado ao controle e administração da garantia.

 De acordo com Pimenta, a evolução dos motores produzidos desde a inauguração do centro, em 2014, já apontou para uma redução na taxa de falhas em campo tanto nos segmentos pesados e médios como nos leves. A última pesquisa de satisfação do cliente realizada no ano passado, demonstrou que os motores F1C Dual Stage de 170cv, o NEF 6 de 280cv e o Cursor 10 de 420cv já se consolidaram como os melhores do mercado em suas respectivas categorias.

 Eduardo Pimenta ingressou na FPT em maio de 2014 com a missão de atingir e assegurar elevados padrões de qualidade com produtividade, além de implementar estratégias para potencializar o valor agregado dos produtos da FPT, com atendimento aos mercados on e off-road, incluindo ações de melhoria contínua focada no cliente final.

 O Centro de Qualidade atua em conjunto com o suporte às concessionárias que comercializam produtos equipados com motores FPT Industrial – sejam de veículos comerciais, máquinas agrícolas, de construção, geração de energia ou embarcações. O objetivo é aumentar a eficácia no diagnóstico e resolução de falhas no menor tempo possível, desde a solicitação inicial do cliente na concessionária até a entrega do produto reparado.

 Para isso, conta com dois tipos de atendimento no pós-venda. Um deles é o serviço on-line, quando os concessionários entram em contato via web com técnicos exclusivos para atendimento em minutos, inclusive para esclarecer eventuais dúvidas. Para questões mais complexas, Pimenta criou o “flying doctors”, modelo de atendimento formado por profissionais com a função de resolver situações técnicas em campo, em menos de 24 horas e em qualquer região da América Latina.


 A estrutura do Centro possui uma área total de 225 metros quadrados, divididos entre escritórios e oficinas, e está instalado em um espaço dedicado exclusivamente a este processo dentro da planta da FPT Industrial. O destaque do espaço está na oficina, que possui equipamentos e ferramental completos para análise de motores que já foram submetidos a milhares de horas e quilômetros de uso na aplicação real, em caminhões ou máquinas de clientes.

 Este processo começa pela desmontagem total do motor, denominada teardown, para permitir que cada peça seja minuciosamente analisada e as eventuais melhorias sejam identificadas. Todas estas informações são compiladas em um banco de dados completo para ação das equipes responsáveis pela melhoria contínua dos processos de manufatura nas fábricas da FPT e também nos fornecedores.

 Em paralelo, estas informações também retroalimentam o desenvolvimento dos motores, que assim passam a incorporar novas soluções técnicas. Tudo isso para trazer confiabilidade total com redução de consumo e de emissões dos poluentes, além de menores custos de manutenção.

 Os profissionais do Centro de Qualidade FPT têm trabalhado fortemente para cumprir seus objetivos com base em dados de garantia e estudos de mercado. Trata-se de uma estrutura criada para suportar todos os motores produzidos nas unidades produtivas da América Latina, em Sete Lagoas e Córdoba (AR). “O reconhecimento deste progresso se mostra na conquista de novos clientes e na fidelização dos atuais. Nossa expectativa para os próximos anos é de manter este padrão de atendimento e qualidade dos produtos com redução de consumo, emissões de poluentes e custos de manutenção, sempre com foco nos clientes da FPT industrial”, conclui Eduardo Pimenta.

Via FPT

Tecnologia do Blogger.