5 de abr de 2016

Motoristas de caminhões-cegonha fazem carreata em protesto na Região Metropolitana

Foto: Ronaldo Bernardi/Agencia RBS


 "Cegonheiros" protestam, nesta terça-feira, contra baixa produção de montadoras e preço defasado do frete da categoria

 Dezenas de motoristas de caminhões-cegonha realizam, nesta terça-feira, uma carreata em protesto contra montadoras e empresas de logística e pelo reajuste do preço do frete da categoria. Em velocidade reduzida, os veículos saíram por volta das 10h da fábrica da GM, em Gravataí, e se deslocaram ao Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.



 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanha o trajeto, de ida e volta, que causa transtornos ao trânsito na região. Os "cegonheiros" passam pela freeway e também pela BR-116. A previsão é que a manifestação se encerre à tarde.

 — Nós queremos o prometido. As montadoras tinham uma previsão de produção de 4,5 milhão de veículos para esse ano e caiu para 1,9 milhão. Nos preparamos para a previsão inicial e agora estamos com uma frota ociosa, devolvendo caminhões, demitindo motoristas. Isso sem falar no frete defasado em torno de 20% — diz o presidente do Sindicato dos Cegonheiros do Rio Grande do Sul (Sintravers), Sílvio Dutra.

 De acordo com o sindicato, não está descartada um novo protesto, em breve, para as mesmas reivindicações.

Por Zero Hora