Header Ads

Main

Visita à fábrica da Volvo Caminhões: Linhas de montagem e outras surpresas.



Convidado pela Volvo Caminhões, o Midia Truck Brasil pode conhecer melhor os processos de fabricação da montadora.

Texto de Érico Pimenta - Edito Chefe do Midia Truck Brasil.
  
 No mês passado, o Midia Truck Brasil esteve na fábrica da Volvo Caminhões em Curitiba, para poder conhecer e entender como funciona o processo de fabricação dos caminhões e também conhecer outros setores existentes na fábrica.



 A nossa visita começou por uma rápida passagem pelo novo prédio administrativo, onde se encontra vários setores, como por exemplo, o setor de comunicação. O novo prédio é bem chamativo e muitos de vocês devem conhecer uma parte em especial desse prédio. Por que? Acontece que na recepção do prédio administrativo, existe um espaço onde fica um caminhão ou ônibus, e foi nele que ficou o FH Dourado com um chapéu de papai Noel. Na ocasião, a Volvo postou uma foto do modelo em sua página no facebook, no qual teve milhares de curtidas e compartilhamentos. No dia em questão da visita do Midia Truck Brasil, se encontrava um chassi de ônibus na recepção. 


Modelo exposto na recepção do prédio administrativo da Volvo. 




 Após essa breve visita ao novo prédio administrativo, começamos o nosso tour pela linha de montagem dos motores. Os blocos dos motores que vem da França, são usinados ali mesmo, e recebe os demais componentes. Após ficar parcialmente montado, o motor passa por um teste seco, no qual ele e ligado mais sem o radiador, daí vem o nome de teste seco, mas o motor fica ligado apenas por poucos minutos. Nesse prédio também é feita a caixa automatizada I-Shift e acoplada ao motor, mas antes, ela é testada para só depois ser acoplada ao motor. Com o trem de força já montado, ele é novamente testado, se tudo estiver OK, o motor e pintado na cor verde, característico dos motores Volvo.

  Depois de conhecemos o processo de montagem do trem de força (motor e a caixa i-shift), fomos para a linha de montagem. Ao entramos na linha de montagem, podemos ver várias cabines diferentes, como por exemplo, cabines do FM, FMX e claro as cabines do FH. O que mais chama atenção no caso da Volvo é o volume de cabines Globetrotter que estavam na linha de montagem. 



                                             Volvo FH 460 na linha de montagem


 Outro fator interessante da linha de montagem, além do curto tempo de 13 minutos, que leva para cada caminhão ser montado, é poder ver a montagem de caminhões destinados a outros mercados, como Argentina e Chile. 
 
Modelos para Argentina e Chile

Central VOAR.

 VOAR que é a abreviação para Volvo Atendimento Rápido, se trata de um serviço de Suporte e assistência remota ao motorista através de ligações telefônicas. Ele foi criado em 1981, época que a Volvo tinha poucas concessionarias no Brasil. Para usar o VOAR na época, o motorista que tivesse algum problema em seu caminhão e quisesse solicitar uma assistência remota para o VOAR, tinha que procurar um local com um telefone para fazer uma ligação a cobrar para o número do VOAR. Caso ele ligasse fora do horário de atendimento, a ligação era repassada para a casa de algum funcionário Volvo que estava destacado para dar plantão naquele dia. Em uma reportagem veiculada na Revista Mecânica Online na edição de número 81 do mês de setembro de 2006, é mencionada uma história bem curiosa envolvendo um atendimento feito pelo VOAR. Veja na íntegra a curiosa história:"Certa vez, conta, seguindo o roteiro de atendimento, o plantonista fez dezenas de perguntas e pedidos de verificações para tentar identificar qual era a procedência da reclamação de “perda de potência” do caminhão, feita por um motorista atormentado pelo problema. O atendente estava a ponto de solicitar ajuda para a concessionária mais próxima quando decidiu pedir para verificar se o grosso tapete que ficava no piso do motorista não estava dobrado e impedindo a aceleração. “É, o tapete está atrapalhando”, respondeu o motorista. A partir desta data, o provável problema com o tapete foi incorporado ao check-list do VOAR, para ser usado toda vez que o motivo da chamada fosse queda de potência."   




 Hoje em dia, com tantas novas tecnologias, o VOAR evoluiu bastante. A central ainda continua na fábrica de Curitiba, mas o modo que o motorista pode solicitar o atendimento mudou bastante. Se antes o motorista tinha que talvez procurar um local com um telefone público, hoje ele pode fazer isso de dentro da cabine do seu caminhão com apenas um toque. Como? Os novos Volvo FH possuem um botão no painel com a inscrição VOAR, ao aperta esse botão, o caminhão automaticamente entra em contato com um atendente, que através de um sistema, já tem informações previas do caminhão, como modelo, ano e até mesmo onde está, além disso, caso não seja possível resolver o problema remotamente, o atendente do VOAR encaminha o caminhão para a concessionária mais próximo, e a concessionária já recebe informações do caminhão e do problema, fazendo assim o atendimento ser mais eficiente e dinâmico.   

Fábrica de Cabines.


  Como muitos sabem, os caminhões da Volvo são os mais seguros do mundo, e parte dessa segurança está na cabine, e por falar em cabine, a Volvo foi pioneira no teste de segurança de cabines e a ter uma Equipe de Investigações de Acidentes. 




 Em nossa visita, podemos ver como as cabines são montadas. A cabine vem em partes da Suécia, e são montadas e soldadas por robôs, um processo sem interversão humana. O interessante desse processo é de como os robôs operam em uma sincronia orgânica e ágil, é o que pode assustar, é que eles trocam algumas ferramentas entre si. É como se um robô virasse para outro e falasse: “Ou, me empresta esse trem aí”, está certo que ele ia falar desse modo se ele fosse mineiro, mas o ponto é de como o trabalho é bem sincronizado. Após a montagem completa da cabine, ela e avaliada em um aparelho de geometria tridimensional, para procurar algum desalinhamento da cabine, e caso haja a mesma é descartada, porém como os robôs que fazem a montagem são tão avançados tecnologicamente, que esse incidente de uma cabine ficar desalinhada nunca aconteceu.  

Casa do Cliente.

 Além do novo prédio administrativo, a Volvo agora conta com um novo prédio chamado de Casa do Cliente. Nesse prédio, a Volvo organiza encontros com seus clientes para debates soluções para seus negócios. Do lado de fora desse prédio se encontra alguns modelos da Volvo em exposição, entre eles um N1020, que foi um dos primeiros caminhões fabricados pela montadora no Brasil. É um encontro bem interessante para os clientes, que podem estar diante de um pequeno pedaço da grandiosa história da Volvo no Brasil. 


Volvo N1020 ao lado da Casa do Cliente. Modelo pertence ao acervo de caminhões históricos da montadora. 


A história presente na fábrica.

 Em outra parte da fábrica, pode se encontrar mais 2 grandes modelos na história da Volvo no Brasil. O primeiro modelo se trada de um Volvo LV140 4x2 de 1951. Esse caminhão foi um dos primeiros a serem importados para o Brasil, e um grande detalhe é que ele tem um motor a gasolina. Ao lado desse LV se encontra o ultimo Volvo NH produzido.

 O grande ponto desses dois modelos, é que eles ficam a caminho de uma das saídas da fábrica. Se você comprar um produto Volvo é quiser buscar na fábrica, você vai acabar passando diante deles. Imaginem o que deve ser para um cliente de longa data estar dentro de um FH por exemplo e passar em frente dos dois modelos. Com certeza muitas lembranças devem vir a mente nesse momento.

 Além da fábrica.

 Dentro da área da fábrica, a Volvo possui um centro ambiental Volvo. Neste centro são realizados atendimentos para a comunidade em torno da fábrica. Neste centro, a comunidade conta com aulas de informática, teatro, música, dança e artesanatos. Além do centro, nessa área ainda se encontra a Casa Verde que se trata de um espaço destinado a projetos culturais, à pesquisa e ao encontro com a natureza. Um estímulo à inteligência, à diversão e à preservação ambiental.

 Além de uma exposição permanente sobre o bioma “Mata com Araucária” e sobre a sua história, a Casa Verde dispõe de 3 amplas salas para diferentes atividades:

*Sala das Araucárias, onde são mostrados audiovisuais e filmes que abordam temas ecológicos.

*Sala de Apresentações, com um auditório para peças de teatro, manifestações artísticas e palestras.

*Sala da Água, totalmente informatizada para promover o acesso à cultura e ao entretenimento, sempre com o foco nas questões de conservação ambiental.

 Uma visão geral.

  O processo de fabricação de um caminhão talvez pode se resumir apenas em um conjunto de peças que são encaixadas, parafusadas, coladas e pintadas, mas vai além disso. Nessa nossa breve visita, podemos notar e comprovar de diferente maneiras o quão grande é o processo e o número de pessoas que estão envolvidas. A volvo vai além com programas voltados para seus funcionários e para a comunidade em torno da fábrica. O que torna mais interessante e que pessoas da comunidade que talvez nunca entrou em um caminhão ou em um caminhão volvo, consiga ter a sua vida transformada pelos programas da Volvo voltado para eles.

  Além de uma fábrica de caminhões, a Volvo se mostra uma montadora, fabricante de sonhos e desejos. 



Tecnologia do Blogger.