9 de set de 2016

Porque a nova Scania pode demorar para chegar ao Brasil?



 Modelo apresentado no último dia 23 de Agosto apresentou a nova classe S e o motor de 500 cavalos em linha.

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

 A Scania, que completa 125 Anos, apresentou a sua nova geração de caminhões, bom pelo menos em parte. Acontece que a Scania apresentou apenas a nova série R e a inédita série S, no qual tem a cabine com piso plano.  

 A Scania já tinha explicado que o plano é apresentar inicialmente os modelos rodoviários para longa distância, ou seja, a linha R e S, depois com tempo, no qual não foi dado datas ou previsões, a Scania apresentaria as demais linha (P e G) de forma gradual, depois disso, o modelo chegaria a outros mercados fora da Europa, ou seja, Brasil e demais países. 



 Porém para responder a questão do porque o modelo pode demorar a chegar aqui, além de já temos em mente que ainda falta lançar a série P, G e a linha OFF ROAD na Europa para depois chegar aos outros mercados, devemos lembrar dos processos para a fabricação de um novo modelo.

 Caso você tenha acompanhado o lançamento ao vivo e o seu inglês estava em dia, você viu que eles falaram sobre a nova fábrica que foi construída para a fabricação do novo modelo. Mas porque isso é preciso? Bom, se você já visitou uma fábrica seja de carro ou de caminhão, você viu vários robôs que pegam as partes da lateria e vão fazendo a solda e no final, forma a cabine. Acontece que cada vez que você altera ou acrescenta um novo modelo, esses robôs tem que se atualizar (Softwares) os programas que fazem eles funcionar, afinal é com esses softwares que eles reconhecem as partes e sabem como soldar, e falando em caminhões, a variação de cabines é alta, para sermos exatos, quando a nova linha da Scania tiver completa, o modelo vai ter 24 tipos diferentes de cabines. Essa parte que explicamos de forma simples, trata-se apenas de fabricar a cabine em si, vale lembrar que ainda tem chassis, e demais montagens que tem que ser atualizadas. 


 Após fazer essa atualização na linha de montagem, que também inclui a parte da pintura, a fábrica tem que atualizar com seus fornecedores algumas peças para o novo modelo. 



 Ainda assim, temos a parte de treinamento da rede de concessionários, no qual recebem treinamentos para vender a nova geração e conhecer detalhes técnicos para vender a melhor solução sob medida para o transportador.

 Essas são apenas algumas partes do processo de se lançar um novo caminhão, ainda existem demais processos internos que podem levar de meses até anos para serem concluídos. O lado positivo e que o modelo já roda em testes no Brasil há um bom tempo, então de certa forma, alguns processos já devem estar em fase final, mas isso não quer dizer que o modelo vá chegar tão cedo como esperamos.   


--x--

Para o amigo caminhoneiro e estradeiro:

 Caminhoneiro, Economize TEMPO e COMBUSTÍVEL. Sua próxima carga está no TRUCK PAD - direto no seu celular.

Baixe agora mesmo. É Grátis. Clique no link para baixar -> http://goo.gl/KghUY8