22 de nov de 2016

Caminhoneiros podem entrar em greve nos próximos dias. Entenda.



Caminhoneiros vão a capital Brasília (DF) para pedir a tabela do frete mínimo.

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil. 

 Os caminhoneiros de Mato Grosso e outros estados estão se organizando para irem a capital Brasília (DF) na próxima semana para tentar a aprovação em caráter de urgência do Projeto de Lei nº 528/2015 que prevê a criação da tabela mínima do Frete. Além da tabela, os caminhoneiros buscam é a obrigatoriedade da aplicação da tabela.



 Essa “greve” em Brasília está organizado para os dias 29 e 30 de novembro e está sendo organizada pela União do Transporte Rodoviário de Cargas. Segundo a organização é solicitado para que os motoristas mostrem apoio fazendo o “fechamento” das rodovias nos dois dias entre ás 07h e 11h e das 13h ás 17h. Vale lembrar que nas ultimas greves do setor, quando as rodovias eram fechadas, apenas os caminhões ficavam encostados na beira da rodovia, mas, em alguns pontos a rodovia em si era bloqueada, deixando passar apenas ônibus e ambulância e demais carros de serviços emergenciais, como carros do corpo de bombeiro por exemplo.  

Uma longa crise.

 Todos nós somos cientes da atual crise, porém lá mesmo no seu início, o setor de transporte já começou a sentir os efeitos da crise que ali se iniciava. Com baixas vendas, montadoras estão fazendo cortes de funcionários ou em alguns casos dando férias coletivas, além do mais, de 2013 a 2016 o valor do diesel disparou. Em 2013 por exemplo, o preço médio do diesel era de R$ 2,58 em Mato Grosso, já em outubro deste ano, 2016, o preço médio é de R$ 3,32. No início de 2016 o valor era em média de R$ 3,26.