Header Ads

Main

Motorista é multado por usar capa de porcas “spike”.


Caso ocorreu na última sexta-feira dia 03/02.

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou na última sexta-feira na BR 153, KM 497 um motorista que conduzia o seu caminhão com as porcas “spike”. Essas capas de porcas são proibidas por lei, e devido a tal proibição o motorista teve o seu veículo retido para a retirada das capas de porcas.  



 O motorista em questão ainda foi atuado segundo o art. 230, XII, do Código de Trânsito Brasileiro, que diz ser proibido conduzir o veículo com equipamento ou acessório de uso proibido. A multa é considerada grave, no valor de R$ 195, 23, e gera 5 pontos na carteira de habilitação. A Resolução nº 426 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), regulamenta quais são os equipamentos permitidos e proibidos para cada veículo.

O Artigo 2º da resolução 426 menciona na integra:

 Art. 2º Rodas, seus elementos de fixação e seus enfeites, não devem ter partes cortantes ou elementos protuberantes. 



 Polêmicas e desentendimentos.

 No ano passado, motoristas denunciaram através das redes sociais que a PRF estava até mesmo multando quando estavam usando as capas de porcas comum, e que em muitos casos vem de fábrica. Vale lembrar que essas capas de porcas originais de fábrica não tem o uso proibido, já que em muitos casos elas são parte do processo de homologação do veículo, já que elas protegem o próprio motorista de se cortar durante o embarque e desembarque do veículo. Já modelos que possam ter partes cortantes ou elementos protuberantes, ou seja, que tenha pontas como a “spike” essas estão com o uso proibido.     


Tecnologia do Blogger.