22 de jun de 2017

GRU Airport e instituto Invepar se unem no mês mundial do refugiado e inauguram nova sede assistêncial


 As novas instalações contam com um Albergue Transitório e estrutura para dar assistência a migrantes, refugiados e brasileiros retornados do exterior


GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo – e o Instituto Invepar inauguram a nova sede do Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) de Guarulhos, no mês em que a ONU – Organização das Nações Unidas – instituiu o Dia Mundial do Refugiado (20 de junho).

 No local, o público terá acesso ao projeto “Acolhimento e Capacitação”, coordenado pelo CDDH, com objetivo de prestar assistência aos migrantes, refugiados e brasileiros retornados do exterior que necessitam de orientações e suporte para regularizar documentos, aprender a Língua Portuguesa, compreender os aspectos da cultura brasileira e princípios básicos de cidadania, proteção do meio ambiente e empreendedorismo. Para inclusão social e inserção dos assistidos no mercado de trabalho, o CDDH também oferecerá cursos de capacitação profissional, como oficinas de informática, manicure e pedicure. 

 O Dia Mundial do Refugiado foi estabelecido com o objetivo de consciencializar os governos e as populações sobre o grave problema que afeta diversas nações. Segundo a ACNUR – Agência da ONU para Refugiados, é uma oportunidade para celebrar a força, a coragem e a perseverança das pessoas que foram forçadas a deixar suas casas e seus países por causa de guerras, perseguições e violações de direitos humanos.

Dados Brasil

·De acordo com o CONARE – Comitê Nacional para Refugiados, órgão ligado ao Ministério da Justiça, o Brasil possui (abril de 2016) 8.863 refugiados reconhecidos, de 79 nacionalidades distintas (28,2% deles são mulheres) – incluindo refugiados reassentados. Os principais grupos são compostos por nacionais da Síria (2.298), Angola (1.420), Colômbia (1.100), República Democrática do Congo (968) e Palestina (376).

·Segundo o ACNUR – Agência da ONU para Refugiados, o número total de solicitações de refúgio aumentou mais de 2.868% entre 2010 e 2015 (de 966 solicitações em 2010 para 28.670 em 2015). A maioria dos solicitantes de refúgio vem da África, Ásia (inclusive Oriente Médio) e o Caribe;

·O Núcleo de Apoio ao Trabalhador Brasileiro Retornado do Exterior (NIATRE), revela que o país tem por volta de 80 mil brasileiros retornados do exterior, oriundos principalmente do Japão.



Serviço | Inauguração Nova Sede

Local: CDDH - Centro de Defesa dos Direitos Humanos
Endereço: Rua Paulo José Bazani, 60, Bairro Macedo
Cidade: Guarulhos

Sobre o Centro de Defesa dos Direitos Humanos

 Atuante no município desde 1986, o Centro de Defesa dos Direitos Humanos Pe. João Bosco Burnier e Pe. Geraldo Mauzeroll de Guarulhos (CDDH) é uma instituição que possui ampla interlocução com os principais agentes nacionais e internacionais. Destaca-se o relacionamento com o CONARE (órgão ligado ao Ministério da Justiça), assim como a parceria com o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) e CARITAS São Paulo (entidade de promoção e atuação social que trabalha na defesa dos direitos humanos).

Sobre a Concessionária

 No dia 6 de fevereiro de 2012, o consórcio formado pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A.) e ACSA (Airports Company South Africa) foi anunciado o vencedor do leilão de concessão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, o maior do País, com movimento de cerca de 36,6 milhões de passageiros em 2016. Por um valor de R$ 16,2 bilhões, o consórcio obteve o direito de administrar o Aeroporto de Guarulhos por um período de 20 anos, até junho de 2032, além de investir o valor nominal de R$ 6,5 bilhões, no período.

 Com a assinatura do contrato foi formada a Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A., com 51% das ações pertencentes à Grupar (grupo Invepar e ACSA) e 49%, à Infraero. Dos 51% da iniciativa privada, a Invepar tem participação de 80% e a ACSA, de 20%.

Instituto Invepar

 O Instituto Invepar, criado em 2000, tem a missão de mobilizar e apoiar as iniciativas de responsabilidade social do grupo Invepar, articulando as ações e potencializando os resultados dos investimentos sociais. A atuação do Instituto privilegia três áreas temáticas: Educação, Meio Ambiente e Esporte/Cultura, consideradas fundamentais para o desenvolvimento e valorização dos territórios de influência.

Via GRU Airport