Header Ads

Main

Conheça o Iveco 682, o italiano Made In China



Modelo é oferecido em diversos países do oriente médio.

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

 Esse nobre caro que escreve o Midia Truck Brasil tem mania de pesquisar coisas aleatórias e as vezes sem nexo na internet, e é aquelas buscas que vai até a página 10 do Google, mas em minha última busca, eu me deparei com o Iveco 682 que eu conhecia como Iveco chinês, mas também descobrir que as coisas não eram bem como eu pensava.

 Mas antes de falamos bem do Iveco 682, temos que falar do seu antepassado FIAT 682.



FIAT 682. Pioneiro na Europa e Rei da África.


 O FIAT 682 foi um dos primeiros caminhões pesados na Europa e o primeiro a ser construído / fabricado em massa ou em linha na Itália. Logo se tornou um caminhão muito querido para o transporte de cargas, e por isso sua produção que se iniciou em 1952 foi ate 1988, o que fez ele um dos caminhões mais famosos e conhecidos da FIAT, além disso o modelo ganhou o apelido de King OF África, mercado onde se consagrou.

 Das diversas características que o modelo possuía na época que ajudaram em seu sucesso, podemos destacar alguns aspectos interessantes, como a direção com sistemas pneumáticos de servo assistidos, ou seja, era uma pré-direção hidráulica. A cabine do modelo também era outro destaque pelo espaço interno. Dentro as opções de potência para o modelo, o maior era o motor de 6 cilindros de quase 11 litros, injeção direta que gerava 140 cavalos a 1.800 RPM.

 Segundo a Iveco, ainda na África existem diversos exemplares do FIAT 682 ainda em atividade. 


IVECO 682.

 O Iveco 682 é fabricado e comercializado pela Genlyon na China, que é fruto de uma joint venture da Saic-Iveco Hongyan (SIH). Assim como o FIAT 682 que tinha como objetivo de ser um caminhão modular e barato, o Iveco 682 também traz essa pegada em seu DNA, o que faz o modelo economizar de certa forma, porém, mantendo a qualidade. 

 Mecanicamente falando, o modelo apresenta um misto entre Genlyon e Iveco. Suspensão, eixos tracionais e outros componentes são de origem chinesa, já o motor fica com os tradicionais FPT Cursor de 9 e 13 Litros.


 Na Africa, onde assim como o FIAT 682 era o oferecido, o Iveco 682 é oferecido em duas versões basicamente. OFF-ROAD e ON-ROAD (Modelo rodoviário). O OFF-ROAD conta com as versões 6x4 e 8x4 ambas no chassi rígido. Ambas as configurações podem contar com os motores FPT Cursor 9 de 290 a 380 cavalos e o Cursor 13 de 430 cavalos e2.100 NM de torque.

 Já, a linha ON-ROAD conta com os modelos 4x2 e 6x4 rígidos, e 4x2 e 6x4 cavalo mecânico.  Os modelos rígidos ON-ROAD podem ser motorizados com o FPT Cursor 9 de 290, 340 e 380 cavalos. Já os cavalos mecânicos podem receber também o Cursor 9 de 340 e 380 cavalos. Cursor 13 de 430 ou 480 cavalos. 



 O interior do modelo não deixa a desejar em questão de espaço, já que basicamente quase o mesmo do Stralis AS, porém, o painel em si é mais simples, fazendo jus a ideia de ter um caminhão barato, mas robusto. 



 Para o mercado Chinês, o modelo que é vendido como já explicando sobre a marca Genlyon, recebeu um facelif para tentar ficar mais parecido com o Hi-Way, bom a cor esta certa.


 Por fim, esse é o Iveco 682, um modelo basicamente que é de baixo custo. Na África o modelo ainda tem uma modesta lista de acessórios, mas nada que fuja dos padrões. 


Tecnologia do Blogger.