Header Ads

Main

Guerra pode reverter falência




 A fabricante de implementos Guerra já chegou a empregar 2 mil funcionários.

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

 A Implementadora Guerra, sediada em Caxias do Sul RS, teve infelizmente, a sua falência decretada no último dia 8, porém como mencionamos em nossa reportagem, ainda cabia recurso, ou seja, ela poderia reverter tal situação e bom é isso o que deve acontecer.

 O então advogado Sr. Angelo Coelho ingressou na Justiça com recurso que pede efeito suspensivo e reversão da decisão da falência da empresa. O Advogado usou como um dos argumentos em seu pedido a existência de investidores interessados em colocar recursos na empresa, ainda chegou a citar também a “comoção geral” provocada pela falência da implementadora. Em seus dias de gloria, a empresa chegou a empregar quase 2 mil colaboradores. Atualmente mais de 600 estão sem receber deste abril, quando a empresa paralisou as atividades. O Advogado também enfatizou a necessidade de que a decisão seja avaliada em duplo grau de jurisdição, considerando o impacto social. 



Ainda há condições de a Guerra retomar as atividades, equacionar dívidas e efetivamente se recuperar, o que será inviável se aguardando o julgamento do mérito” — disse Coelho à jornalista da Rádio Gaúcha, Giane Guerra.

Os próximos passos

* Se for concedido o efeito suspensivo, o administrador judicial retira os lacres dos imóveis e interrompe a arrecadação (processo de levantamento dos bens disponíveis para a venda). Caso o recurso seja negado, segue o procedimento e os bens podem ser negociados. Credores trabalhistas têm prioridade no recebimento dos recursos.

* A decisão sobre a falência da empresa será julgada por três desembargadores do Tribunal de Justiça, em Porto Alegre.

* Caso a posição pela falência seja mantida, ainda há possibilidade de recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

* Não há uma estimativa de quanto tempo o processo levará até que se chegue a uma decisão sobre a falência.


Tecnologia do Blogger.