Header Ads

Main

JSL apresenta lucro líquido de R$ 16,7 milhões em 2017

FOTO: MIDIA TRUCK BRASIL | NÃO REPRODUZA SEM AUTORIZAÇÃO 


 O ano de 2017 foi marcado pelo foco na execução e conclusão da nova organização empresarial do grupo. Mesmo em meio a um cenário econômico de recuperação, a JSL apresentou uma receita bruta consolidada de R$ 8,1 bilhões, que representa um crescimento de 11% se comparado a 2016. O resultado dessa estratégia de diversificação – seja de serviços, clientes e setores da economia – foi evidenciado, mais uma vez, pela resiliência das receitas da companhia e a melhoria das margens ao longo de um ano desafiador. Para 2018, o otimismo é ainda maior, dada a perspectiva de recuperação econômica do Brasil.

 O Lucro Líquido Consolidado totalizou R$ 8,6 milhões no 4T17 e R$ 16,7 milhões nos 12 meses de 2017, sustentados pelo melhor desempenho operacional da JSL Logística, bem como pela menor despesa financeira líquida no período.

 A JSL apresentou, ainda, uma receita líquida consolidada de R$ 1,8 bilhão no quarto trimestre de 2017, um crescimento de 4,9% em relação ao ano anterior (a/a). Em todo o ano de 2017, a receita líquida consolidada totalizou R$ 7,3 bilhões, um crescimento de 11,2% em relação a 2016, reiterando a solidez da companhia, bem como a capacidade de execução.



 O EBITDA (Lucros antes juros, impostos, depreciação e amortização – sigla em inglês) Consolidado totalizou R$ 305,9 milhões no 4T17 (+63% a/a) e a Margem EBITDA atingiu 22,1% (+7,7% a/a). Em 2017, o EBITDA somou R$ 1,2 bilhão (+16,0% a/a) e a Margem EBITDA foi de 22,6% (+2,1% a/a).

 JSL Logística: EBITDA de R$ 208,7 milhões (+52% a/a), com Margem EBITDA de 22% (+7,5% a/a) no 4T17. Em 2017, o EBITDA totalizou R$ 878,6 milhões (+10,7% a/a), com Margem EBITDA de 23,3% (+2% a/a). Esta melhora no EBITDA é explicada, principalmente, pelo impacto negativo de eventos extraordinários que somaram R$ 57,4 milhões em 2016. Além disso, em 2017, foi possível observar o benefício da contínua gestão das despesas administrativas, assim como o início da retomada da atividade econômica e consequente impacto nos resultados da Logística.

 Movida: EBITDA de R$ 85,5 milhões (+41% a/a), com Margem  EBITDA  de 31,2%  (+3,1% a/a)  no 4T17. Em 2017, o EBITDA totalizou R$ 326,3 milhões (+21,2% a/a), com Margem EBITDA de 32,1% (-1,8% a/a).  Na comparação anual a Movida entregou uma receita líquida com crescimento de 34,8%, fruto de um aumento de 37,7% nas diárias RAC (Rent A Car) e uma taxa de ocupação de 74%. Em adição, a companhia manteve seu foco em execução e na evolução dos processos operacionais, cujos primeiros resultados começaram a aparecer no segundo trimestre de 2017.

 As despesas financeiras líquidas somaram R$ 166,9 milhões no 4T17, ante R$ 230,1 milhões no 4T16. Em 2017, as despesas financeiras líquidas totalizaram R$ 607,5 milhões - ante R$ 748,3 milhões em 2016. O decréscimo na comparação anual reflete o impacto de despesas financeiras extraordinárias ocorridas no 4T16 no montante de R$ 39,9 milhões – referente ao ajuste de preço de empresas adquiridas – bem como da queda da taxa SELIC e consequente redução do custo médio da dívida bruta, verificados em 2017.

 É importante destacar também a gestão de passivos e reestruturação do perfil da dívida ao longo de 2017 da companhia, principalmente visando o aumento do prazo médio e utilização de novas fontes de captação. Com esta visão, a JSL finalizou em julho do ano passado a emissão de um Bond inaugural no mercado internacional de capitais, com volume de US$ 325 milhões e prazo de sete anos, uma evolução significativa se comparado ao prazo médio obtido no mercado doméstico.

 Em janeiro de 2018, houve a reabertura do mesmo programa e a JSL captou US$ 300 milhões adicionais, elevando o prazo médio da dívida líquida consolidada para 4,4 anos. A gestão de passivos da JSL, somada à disciplina financeira, certamente seguirá aprimorando o perfil do endividamento e a estrutura de capital da companhia nos próximos períodos.

Outros destaques:

- Considerando os números proforma com a aquisição da Borgato, no final de 2017, o Lucro Líquido totalizou R$ 23,4 milhões em 2017;

- CAPEX líquido consolidado foi de R$ 193 milhões no 4T17 e R$ 850 milhões nos 12 meses de 2017;

- Anunciada em dezembro de 2017 a nova organização da JSL possibilita maior autonomia aos gestores e perpetuação dos valores e objetivos estratégicos da companhia.




Tecnologia do Blogger.