Header Ads

Main

Competição premia melhor equipe de Serviços da rede Scania



 Top Team, torneio mundial focado em qualificação profissional, definiu o time que melhor representa o compromisso da marca com qualidade e excelência no atendimento a clientes

 É do Rio Grande do Sul a melhor equipe de serviços da rede Scania no Brasil. Pela segunda vez consecutiva, a Btec da Casa Brasdiesel, de Ijuí, levou a melhor na final nacional do Top Team, competição mundial realizada pela Scania para valorizar e incentivar a capacitação dos profissionais de serviços da rede de concessionárias. A decisão 2017-2018 foi realizada no último sábado (24), no Centro de Capacitação da Scania em São Bernardo do Campo, SP.

 Com a vitória, a Btec será a representante do Brasil na final regional, que será realizada nos dias 15 e 16 de junho, também em São Bernardo do Campo. Os dois primeiros colocados dos oito países concorrentes (Brasil, Chile, Argentina, México, Uruguai, Peru, África do Sul e Quênia) estarão classificados para a final internacional nos dias 6 e 7 de dezembro, na Suécia, que será decidida entre 12 equipes.



 A final nacional contou com 10 equipes, formadas por 48 participantes. Eles realizaram provas práticas e teóricas, simulações de um dia na concessionária, tudo sob a pressão do relógio. Dez juízes da Scania avaliaram o diagnóstico dado pelos finalistas, a reparação, metodologia de trabalho escolhida, o grau de segurança executado e o tempo gasto com os veículos. Todo o processo foi coordenado pela Scania Academy, responsável pelos treinamentos da marca. No total, o Top Team 2017-2018 recebeu a inscrição de 209 equipes de 100% das concessões Scania do território brasileiro. Desta forma, a Btec, formada por André Luís Decker, Carlos Alberto Fösch, Felipe Daniel Fogaça, Marcelo Bueno, Neilson Goi Freitag e por Carlos Eduardo Pimentel Leite, o treinador, venceu mais de mil outros participantes. Com 34 times, a P.B. Lopes foi a que mais inscreveu competidores.  

 O 2º lugar ficou com a equipe Rio Preto Top Line, da Casa Escandinavia, de São José do Rio Preto, SP, e o 3º lugar com a Power Diesel, também da Brasdiesel. Os demais competidores foram os Maragatos da Suvesa (Pelotas-RS), Top Service e Power Team da P.B.Lopes (Londrina-PR), Griffin Tec da Brasdiesel (Caxias do Sul-RS), Equipe Meville da Casa Scania Mecânica (Joinville-SC) e The Strongests da Itaipu (Contagem-MG).

 “A Brasdiesel foi o destaque da edição 2017-2018 ao classificar três equipes entre as 10 finalistas, e a ocupar o primeiro e o terceiro lugares no pódio”, afirma Fabio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil. “O Top Team é mais do que apenas uma competição, pois representa uma filosofia de trabalho que enriquece os profissionais. Cada vez mais completo e acirrado, nos permite ter uma rede de concessionárias pronta para enfrentar qualquer desafio para atender o cliente.”

 Segundo Claudio Padilha, gerente geral de pós-venda, o segredo da Brasdiesel foi um trabalho intenso para somar técnica, dedicação, união e preparação psicológica. “Nossas equipes se prepararam tecnicamente por meses no centro de treinamento em Caxias do Sul, durante e após o expediente. É gratificante saber que iremos aumentar ainda mais nossa entrega de qualidade ao cliente.”

 “A Btec fez história ao se tornar por duas vezes a melhor equipe de serviços da Rede Scania. É a primeira bicampeã nacional. Um time muito forte que em 2015 foi classificado para a final mundial, na Suécia, ficando na terceira colocação, a melhor de uma concessionária brasileira”, comemora Padilha. “A Brasdiesel vem aumentando a agilidade, a qualidade e a assertividade dos profissionais da oficina. Comprovamos na prática o que o cliente está reconhecendo. Em 2017, na comparação com 2016, aumentamos em 15% a venda geral de serviços em Ijuí e de 21% na filial de Caxias do Sul. Em 2018, já incrementamos em 36% o faturamento da mão de obra das duas oficinas.”

 André Luís Decker revela que o bicampeonato nasceu de uma promessa quando a equipe ficou em terceiro lugar na final mundial de 2015. “Prometemos que voltaríamos para a Suécia para tentar melhorar nossa posição. Vamos com tudo para nos classificar na final regional”, diz. “Nos dedicamos demais para sermos bicampeões. A união, o desenvolvimento pessoal e técnico e o engajamento foram decisivos. Percebemos no dia a dia a nossa evolução e isto nos traz mais confiança. Saber que estamos oferecendo mais qualidade ao cliente nos motiva muito”, completa Decker. Em 2015, na final nacional, a equipe fez 138 pontos. Desta vez, chegou a 171,5 de 250 possíveis. 

 Além do terceiro lugar nacional, a Power Diesel, da Brasdiesel, teve outro fator para comemorar. A integrante Daiane Lima dos Santos entrou para a história da competição: se tornou a primeira mulher finalista do torneio nacional. E logo na sua primeira participação subiu ao pódio.

Via SCANIA


Tecnologia do Blogger.