Header Ads

Main

GRU Airport terá voos para Tel Aviv a partir de dezembro



 LATAM será a companhia aérea que fará a operação, que ligará Israel com as principais cidades da América do Sul.

 Aeroporto Internacional de São Paulo terá, a partir de 12 de dezembro de 2018, voos para Tel Aviv, Israel, operados pela companhia área LATAM. A nova rota permitirá a ligação entre a segunda maior cidade israelense com outras importantes metrópoles sul-americanas, como Buenos Aires, Santiago, Rio de Janeiro, Lima, entre outras, que, juntas podem atrair mais de 65 mil passageiros por ano vindos de Israel.

 “A América do Sul tem todas as condições para se tornar um destino turístico preferencial para os israelenses, assim como se espera um aumento expressivo do turismo de lazer e religioso para Israel partindo, também, do Aeroporto Internacional de São Paulo. Estamos preparados para atender essa demanda graças aos investimentos em infraestrutura nos últimos anos”, afirma o presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo.



 Os voos entre São Paulo e Tel Aviv começam a ser operados pela LATAM em dezembro com três partidas semanais (segundas, quartas e sextas-feiras). Terão duração de, em média, 11 horas e, para essa operação, a companhia aérea utilizará o Boeing 787, com capacidade para até 247 passageiros.

Sobre a Concessionária

 No dia 6 de fevereiro de 2012, o consórcio formado pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A.) e ACSA (Airports Company South Africa) foi anunciado o vencedor do leilão de concessão do Aeroporto Internacional de Guarulhos, o maior do País, com movimento de cerca de 37,8 milhões de passageiros em 2017. Por um valor de R$ 16,2 bilhões, o consórcio obteve o direito de administrar o Aeroporto de Guarulhos por um período de 20 anos, até junho de 2032, além de investir o valor nominal de R$ 6,5 bilhões, no período.

 Com a assinatura do contrato foi formada a Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A., com 51% das ações pertencentes à Grupar (grupo Invepar e ACSA) e 49%, à Infraero. Dos 51% da iniciativa privada, a Invepar tem participação de 80% e a ACSA, de 20%. 

Via GRU Airport


Tecnologia do Blogger.