Header Ads

Main

Autorizada duplicação da BR-381 em Minas Gerais



Foi assinada, nessa segunda-feira (12), a ordem de serviço para o início das obras de duplicação da BR-381/MG. Os trabalhos iniciarão em cinco lotes de um total de 11 que foram licitados por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Serão reformados 199,1 km, equivalente a 65,7% do trecho total da rodovia. Inicialmente, o investimento será de R$ 1,3 bilhão.
É pela BR-381 que o escoamento da produção siderúrgica mineira é feito. A rodovia conecta o polo industrial do Vale do Aço ao porto de Vitória (ES), além de ser uma das vias de ligação do estado de Minas com São Paulo e com o Nordeste.

 As reformas foram cobradas pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em diversos contatos com o Ministério dos Transportes, em razão do risco de acidentes. Além disso, as más condições da pista se tornaram um gargalo à economia de Minas Gerais, por elevar os custos do transporte.
Sete lotes da BR-381, em Minas Gerais, já estão licitados para duplicação.

Obra

O projeto denominado ?Duplicação, Restauração e Adequação de Capacidade da BR-381? engloba os 303 quilômetros de extensão da rodovia desde Belo Horizonte até Governador Valadares. Além da construção de novas pistas e da restauração da atual, estão previstos cinco túneis, 100 obras de arte especiais (34 pontes e 66 viadutos), 31 passarelas, 150 paradas de ônibus e 133 mil metros de defensas. Ao todo, o investimento deve somar R$ 2,5 bilhões.

 O consórcio composto pelas empresas Isolux/Corsán/Engevix ficará responsável pelos lotes 1, 2, e 3.1, assim como pelo lote 6, após a aprovação do projeto executivo. JDantas/Sotepa terão que construir os túneis previstos no lote 3.2. O consórcio composto pelas empresas Brasil/Mota/Engesur ficará responsável pelo lote 7. Após a aprovação do projeto executivo, os túneis previstos no lote 3.3 serão construídos pelo consórcio Toniolo e Busnello/GP Consultoria.

Duplicação até Governador Valadares

 O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) elabora um anteprojeto de engenharia com mais benefícios para o trecho da região de Governador Valadares. O objetivo é licitar a obra ainda este ano. Esse projeto vai garantir a duplicação de mais aproximadamente 70,6 km localizados entre Governador Valadares e o entroncamento com a MG-320.

 Além da importância estratégica para o desenvolvimento da economia da região, a duplicação da BR-381 cria as condições para reduzir o número de acidentes.

 A "Rodovia Fernão Dias", sequência do trecho da rodovia BR-381 Norte, é uma importante via de acesso aos principais mercados do país e atende tanto aos fluxos interregionais de cargas para abastecimento interno quanto para exportação de produtos, por meio do Porto de Santos ou por vias internas em direção aos demais países do Mercosul.

 A duplicação também facilitará o acesso ao complexo portuário de Tubarão (ES) e o fluxo de importação/exportação.

Texto: Ana Rita Gondim 

Via: Revista Caminhoneiro. 
Tecnologia do Blogger.