Header Ads

Main

Caminhão Axor da Mercedes-Benz amplia a capacidade de transporte com semirreboques longos





 Axor 2536, 2541 e 2544 com entreeixos de 3.100 mm são indicados para operação com sider, baú carga seca, baú frigorífico e cegonheiro

  Entreeixos mais curto possibilita utilização de até 30 pallets nos semirreboques longos de baú carga seca e sider

  Versão cegonheiro permite o transporte de veículos de grandes dimensões, como picapes e SUVs

  Axor 6x2 com entreeixos de 3.100 mm é equipado com suspensão pneumática no chassi e freio a disco

 Entre as novidades introduzidas no mercado pelo conceito ECONFORT da Mercedes-Benz – novo e elevado patamar de economia, conforto, força e desempenho dos caminhões da marca – destaca-se o entreeixos mais curto, de 3.100 mm, para os cavalos-mecânicos Axor 2536, 2541 e 2544, todos na versão rodoviária 6x2. Esta solução, que já esta disponível na rede de concessionários da marca, amplia a capacidade de transporte em operações com semirreboques longos, como baú carga seca, baú frigorífico, sider e cegonheiro.

 “A opção de entreeixos mais curto para os caminhões Axor rodoviários 6x2 está alinhada ao nosso objetivo de oferecer um portfólio de produtos cada vez mais completo para atender as mais variadas aplicações do mercado”, afirma Gilson Mansur, diretor de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil. “Ampliamos assim as possibilidades para que os clientes escolham a solução adequada para cada uma de suas demandas”.

 De acordo com o executivo, o entreeixos de 3.100 mm permitirá o uso de semirreboques mais longos, propiciando uma maior produtividade no transporte de cargas. “Além disso, as mais de 30 inovações aplicadas na linha Axor, fruto do conceito ECONFORT, aumentam a rentabilidade para o cliente”, destaca Gilson Mansur.

Axor com entreeixos mais curto carrega até 30 pallets

 A nova distância entreeixos de 3.100 mm atende uma série de aplicações que demandam a utilização de semirreboques mais longos, como baú carga seca, baú frigorífico e sider. Esta versão oferece, por exemplo, uma capacidade para até 30 pallets (exceto baú frigorífico).

 Com a 5ª roda na posição original (350 mm recuada em relação ao eixo de tração na cabina leito), o comprimento máximo do semirreboque é de 15.350 mm. Comprimentos maiores podem ser alcançados com o reposicionamento da 5ª roda para uma posição mais avançada. Para isso, furações adicionais já estão disponíveis no veículo.

 Qualquer reposicionamento da 5ª roda deve ser precedido de um criterioso estudo dimensional e físico, a fim de não gerar interferências físicas entre o semirreboque e o caminhão, bem como evitar distribuição inadequada de carga nos eixos.

Axor 6x2 cegonheiro transporta picapes e SUVs

 Outro segmento que se beneficia da nova distância entreeixos do Axor 6x2 rodoviário são os transportadores de veículos, os cegonheiros. Neste caso, o semirreboque longo possibilita o transporte de veículos de dimensões maiores, como picapes, SUVs e outros, sem a necessidade de aumentar o comprimento total da combinação (cavalo-mecânico + semirreboque), que, neste caso, não pode ultrapassar os 22,4 metros.

Suspensão pneumática do chassi

 Os caminhões Axor 6x2 rodoviários equipados com o novo entreeixos de 3.100 mm estão disponíveis somente com suspensão pneumática no chassi. Além disso, os clientes continuam contando com a já conhecida versão de entreeixos de 3.600 mm, oferecida com suspensão pneumática ou metálica, escolhendo a que melhor atenda suas necessidades ou preferências.

 Graças à suspensão pneumática de 4 bolsas de ar por eixo, a preservação da carga é assegurada devido à melhor absorção das irregularidades das vias. Os benefícios também se estendem ao motorista, que perceberá um notável incremento no conforto ao rodar, além da facilidade de engate do semirreboque por meio da regulagem de altura do chassi. Além disso, a nova suspensão pneumática se destaca por sua robustez construtiva.

 Essa configuração de suspensão é especialmente adequada também para o transporte de cargas sensíveis, com redução do peso próprio do caminhão. Com isso, o cliente pode transportar mais carga por viagem.


Via Mercedes Benz
Tecnologia do Blogger.