Header Ads

Main

Alta de 5% do diesel impacta 1,72% no valor do frete





Transporte de longas distâncias sofrerá maior impacto, projeta NTC&Logística

 O Departamento de Custos Operacionais, Estudos Técnicos e Econômicos da NTC (Decope) divulgou, na sexta-feira (7/11), estudo sobre o aumento do diesel no custo do frete. Os 5% anunciados pela Petrobras podem ter um impacto de até 1,72% no valor do custo final do transporte rodoviário de carga.

 Coordenada por Neuto Gonçalves dos Reis, a pesquisa considerou o custo da transferência da carga lotação (carga completa) em um caminhão trator 4x2, tracionando semirreboque furgão de 3 eixos para 27,2 toneladas de carga. Este é o modelo de veículo mais comum em fretes de longas distâncias.

Confira abaixo o impacto relativo a cada distância:
Distâncias km %
Muito curtas 50 - 0,55
Curtas 400 - 1,37
Médias 800 - 1,54
Longas 2.400 - 1,67
Muito longas 6.000 - 1,72

 Em setembro deste ano, o Decope divulgou novo estudo sobre a defasagem do frete, que apontou uma diferença de 9,66% em relação ao custo e o valor cobrado pelas transportadoras.

 A sondagem da associação, elaborada com cerca de 400 empresas do setor, mostrou também que além da defasagem do frete, o mercado de transportes está desaquecido. Houve uma queda no desempenho das empresas de 5,8% no último ano e mais de 30% das empresas sofreram com desvalorização de 10%, segundo a pesquisa.

Via Frota e Cia.
Tecnologia do Blogger.