Header Ads

Main

Protesto de caminhoneiros bloqueia rodovias em sete Estados nesta terça-feira





Via Estadão. / R7

 Categoria paralisou importantes estradas em todo o País contra a alta do preço do diesel

 Os caminhoneiros voltaram a bloquear trechos de rodovias em várias cidades do País, nesta terça-feira (24). Em entrevista à rádio Estadão, o porta-voz da PRF (Polícia Rodoviária Federal), inspetor Diego Brandão, contabilizou sete Estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Goiás.

 Na avaliação do inspetor, os pontos "mais preocupantes" são em Minas Gerais, que tem seis locais bloqueados, principalmente na rodovia Fernão Dias (BR-381), em Oliveira, Perdões e Igarapé, e na BR-262. No Paraná, são dez pontos, em cinco rodovias; no Rio Grande do Sul, 12 interdições, em oito rodovias. E, em Santa Catarina, 16 bloqueios, principalmente a oeste do Estado.

"As rodovias não são local apropriado para manifestação", explicou o Brandão.

— Nós reconhecemos o direito de liberdade de expressão e associação. Mas a PRF já foi liberada pelo Ministério da Justiça para o uso da força.

Entretanto, ele destacou que há uma série de etapas de negociação, antes do uso da força até o "limite do acordo".

 Os protestos de caminhoneiros nos últimos dias prejudicaram o transporte em rodovias de oito estados brasileiros, e já afetam o abastecimento de combustíveis e alimentos em algumas regiões do Paraná. O movimento preocupa o governo.

Depois de uma reunião no Palácio do Planalto na segunda-feira (23), a AGU (Advocacia-Geral da União) ingressou com ações na Justiça Federal em sete Estados para pedir a suspensão imediata dos bloqueios de rodovias promovidos por caminhoneiros. Essa foi a forma escolhida pela categoria para protestar contra o aumento no diesel e pelo reajuste no frete.

Assista:


Tecnologia do Blogger.