Header Ads

Main

Motor PACCAR MX garante desempenho do DAF XF105





Combinação de inovação, integração de funções e utilização de matérias-primas avançadas proporcionam economia e durabilidade ao extrapesado

 O motor PACCAR MX de 12,9 litros é um dos grandes diferenciais do XF105, o caminhão extrapesado da DAF fabricado no Brasil. O propulsor a diesel foi projetado na unidade da companhia em Eindhoven, na Holanda, e agrega qualidades como leveza, robustez e fácil manutenção, características fundamentais para garantir economia, força, e menor custo de manutenção.

 Com seis cilindros em linha, o PACCAR MX proporciona potência de 410 cv e 460 cv com torques máximos de 2.000 Nm e 2.300 Nm, entre 1.050 rpm e 1.410 rpm. Seu projeto contempla combinação de tecnologias inovadoras e uso de matérias-primas de última geração. Diversas funções eletrônicas também diferenciam o motor, como injetores individuais por cilindro e sistema integrado de lubrificação, capazes de garantir maior economia e durabilidade ao caminhão.

 “A PACCAR começou a produzir motores em 1957. Nestes quase 60 anos, a empresa lançou e aperfeiçoou diversas tecnologias. Temos na Holanda um Centro de Desenvolvimento com aproximadamente 900 engenheiros e, na área de motores, possuímos cerca de 34 câmaras de testes, com os equipamentos mais sofisticados do mercado. O resultado desse investimento é um motor totalmente calibrado e adequado aos nossos modelos de caminhões, um grande diferencial no mercado”, afirma Felix Hendriks, diretor de Desenvolvimento de Produto da DAF Brasil.

 Utilizado exclusivamente pela PACCAR, no bloco e no cabeçote, o ferro fundido vermicular (CGI) consegue ser 200% mais resistente à fadiga térmica e 75% mais forte do que o ferro tradicional. A utilização do CGI também permite que o caminhão seja mais silencioso, característica particular do XF105.

 Processo de nacionalização

 O processo de tropicalização do XF105 também incluiu o motor, com desenvolvimento de empresas locais para o fornecimento de peças e sistemas que se integram ao trem motriz. Antes do lançamento, o PACCAR MX registrou mais de 28 milhões de quilômetros rodados em testes na Europa e 2,3 milhões no Brasil.

 “O trabalho da engenharia do Brasil é feito em parceria com a equipe holandesa, para trazer ao País um produto adequado às condições nacionais e com a mesma capacidade e desempenho”, destaca Hendriks.

 Normas de emissão

 Para atender às exigências dos padrões Euro 5, o PACCAR MX emprega o sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR), sistema de pós-tratamento que garante a diminuição da emissão de poluentes de modo simples e confiável.

“O Euro 5 entrou em vigor na Europa em 2009. A DAF, no entanto, está pronta para oferecer tecnologias apropriadas ao padrão desde 2006. Nossos caminhões estão absolutamente adaptados às normas que regulam a emissão de resíduos”, completa o executivo.

Tecnologia do Blogger.