Header Ads

Main

Pedágios de rodovias concedidas de SP sofrerão reajuste de até 8,47%





Texto de Victor José, Repórter do Portal Transporta Brasil 

Aumento passa a valer a partir de 1º de julho. Decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado

 Quem trafega pelas rodovias estaduais de São Paulo concedidas pagará um pouco mais. Isso porque a partir do dia 1º de julho os pedágios sofrerão reajustes que variam entre 4,11% e 8,47%, dependendo da rodovia e do trecho. Acréscimo vale para carros de passeio, ônibus e caminhões. A definição das novas tarifas foi publicada no sábado (27/6) no Diário Oficial do Estado.

 O reajuste acompanha variação do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) – 4,11% – ou do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) – 8,47% -no acumulado dos últimos 12 meses. O atrelamento a cada indicador é determinado pelos contratos firmados em cada um dos dois lotes do Programa Estadual de Concessão de Rodovias de São Paulo.

 Terão o maior reajuste os trechos Oeste e Sul do Rooanel Mario Covas e as Rodovias D. Pedro I, Raposo Tavares, Marechal Rondon (Oeste e Leste) e Ayrton Senna/Carvalho Pinto.

 Já o reajuste de 4,11% será praticado nas seguintes rodovias e trechos ligados a 12 concessionárias: Autoban (Anhanguera-Bandeirantes), Tebe (SP-326, SP-351, SP-323), Vianorte (SP-325, Anel Viário de Ribeirão Preto), Intervias (Laércio Côrte), Centrovias (Washington Luís), Triângulo do Sol (SP-333, SP-310 e SP-326), Autovias (Antônio Machado Sant’Anna), Renovias (SP-215, SP-340), ViaOeste (Castelo Branco), Colinas (SP-075 e SP-127), SPVias (Francisco Alves Negrão) e Ecovias (Anchieta/ Imigrantes).

Portal Transporta Brasil no Facebook
Tecnologia do Blogger.