Header Ads

Main

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da empresa Guerra, de Caxias


Texto de Kelly Pelisser/ Rádio Gaúcha Serra para o Pioneiro

Empresa terá 60 dias para apresentar à Justiça plano com medidas que serão adotadas

 A Justiça aceitou pedido de recuperação judicial da empresa Guerra, de Caxias do Sul. A indústria de implementos rodoviários ingressou com a solicitação na terça-feira. A 4ª Vara Cível de Caxias deferiu o pedido na quarta. Agora, a Guerra terá 60 dias para apresentar o seu plano de recuperação, que vai detalhar como pretende pagar os credores e outras medidas que serão adotadas. Então, a Justiça avaliará se homologa as propostas, após terem sido submetidas aos credores.

 Em nota oficial, a empresa diz que a recuperação judicial é adotada como uma ferramenta para sanar as dívidas adquiridas e estratégias que acabaram não tendo o êxito pretendido. Também cita que a crise que afeta o segmento desde 2014 agravou a situação.

 A Guerra assegura que tem adotado uma reestruturação para aumentar a produtividade e reduzir custos. A recuperação judicial serve para evitar a falência de uma empresa com medidas como a suspensão temporária de pagamentos de credores.

 Em 2008, a Guerra foi vendida para o fundo internacional Axxon Group. Com 44 anos, a empresa tem 1,3 mil funcionários. A Guerra não divulga o valor de sua dívida.
Tecnologia do Blogger.