Header Ads

Main

Grupo Volvo deve perder 7 milhões de coroas suecas devido a falha no sistema de controle de emissão de gases


 Em outubro de 2018, a Grupo Volvo admitiu uma possível falha no sistema de controle de emissão de gases

Texto de Érico Rafael Pimenta. Editor-chefe do Midia Truck Brasil

 O Grupo Volvo (Volvo Group) emitiu um comunicado a imprensa no ultimo dia 3 de janeiro falando sobre o problema que ela mesmo já havia comunicado em outubro de 2018. Na época a montadora declarou:

O grupo Volvo detectou que um componente de controle de emissões usado em certos mercados com padrões rígidos de controle de emissões está se desgastando mais rapidamente que o esperado, reduzindo sua capacidade de converter os óxidos de nitrogênio (NOx) com a eficiência pretendida, o que por sua vez pode levar os motores, ou veículos, a exceder os limites de emissão de Nox”.

 O curto de 7 milhões de coroas suecas estimados pelo Grupo Volvo se baseia em vários fatores, como teste de veículos, análises e estatísticas e diálogo com as autoridades relevantes. Ainda segundo o Grupo, o próximo passo será definir como será implementado as ações corretivas relativa ao componente defeituoso.




 O Grupo ainda ressalta em sua nota que a degradação do componente em questão não representa risco a segurança dos produtos, nem afeta negativamente o desempenho do veículo ou do motor em outras áreas além do controle de emissões. “A degradação é resultado de um problema de materiais que ocorre ao longo do tempo. Todos os motores e veículos equipados com o componente atendem aos limites de emissão na entrega” informa o Grupo no comunicado.

 Quanto a modelos e mercado o Grupo não faz uma menção direta, porém segundo a imprensa internacional, o problema deve afetar caminhões e ônibus na Europa e Estados Unidos. 



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.