Header Ads

Main

Projeto de lei proíbe o uso de radares móveis em rodovias de Minas Gerais



No último carnaval, foram aplicadas 8.233 multas por excesso de velocidade com o equipamento

Texto de Érico Rafael Pimenta. Editor-chefe do Midia Truck Brasil

 O Deputado Estadual Bartô (Novo) apresentou na câmera o Projeto de Lei (PL) 544/2019, que propõe a proibição do uso de radares móveis em rodovias no estado de Minas Gerais. O parlamentar justifica que o objetivo da proposta é combater o caráter arrecadatório dos aparelhos, que acabam criando a “industria das multas”, que só prejudica os motoristas. “Os radares móveis hoje mais arrecadam recursos do que propriamente educam o condutor” comenta Bartô.





Ainda de acordo com os dados da Polícia Rodoviária Federal (RPF), nos quatros dias de Carnaval deste ano, 23 radares móveis foram utilizados nas rodovias estaduais em Minas Gerais. A parti deles que foram aplicadas as 8.233 multas por excesso de velocidade. “As reclamações sobre esses radares estão no meu cotidiano deste sempre. Eles são feitos para o motorista manter a velocidade correta, proteger as pessoas do trânsito, e servem como um alerta para que os condutores diminuam a velocidade. A parti do momento em que você esconde o radar, parece que está tentando pregar uma armadilha. Na minha visão, isso altera a questão da transparência!” afirma Bartô.

 O projeto de lei prevê, ainda, que a aferição da velocidade nas rodovias estaduais será feita somente por meio de instrumento ou equipamento fixo que registre ou indique a velocidade aferida, instalado em local definido, em caráter permanente e sinalizando conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.