Header Ads

No Maio Amarelo, a Continental explica como evitar acidentes no manejo de pneus e rodas de veículos de carga


Entre os descuidos mais comuns estão o reaproveitamento de peças comprometidas e a não utilização dos equipamentos de proteção individual e de ferramentas adequadas

 Maio é o mês da conscientização da segurança no trânsito. Por isso, a Continental, maior fabricante de pneus da Alemanha e integrante de um dos maiores grupos sistemistas do mundo, pega carona na campanha Maio Amarelo para alertar frotistas e caminhoneiros em relação ao elevado número de acidentes envolvendo o manejo de pneus e de rodas de veículos de carga.

 Esses riscos podem ser minimizados com a adoção de procedimentos simples que contribuem para uma operação mais segura quando o assunto é pneu de carga. “Muitas vezes eles acabam sendo ignorados com consequências desastrosas, pois grandes forças e massas estão envolvidas na operação com produtos de carga. É o caso, por exemplo, da não utilização da gaiola para o processo de inflagem dos pneus ou o manuseio de pneus avariados ou suspeitos sem antes desinflá-los”, comenta Rafael Astolfi, gerente de assistência técnica da Continental Pneus.

 Ele ressalta que o despreparo e a negligência acabam por comprometer a segurança e que tanto pequenas como grandes frotas podem - e devem - aprimorar seus procedimentos. “Entre os descuidos mais comuns estão o reaproveitamento de peças comprometidas, a não utilização dos equipamentos de proteção individual, a falta de ferramentas adequadas e o excesso de confiança”, alerta Rafael Astolfi.





 Para o especialista, muitos acidentes poderiam ser evitados com a adoção de cuidados básicos e bastante simples, tais como:

 *esvaziar imediatamente os pneus avariados ou suspeitos, antes mesmo de serem retirados do veículo;

 *ao realizar o trabalho de manejo evite ficar na área de projeção em caso de explosão (face lateral do pneu);

 *se durante a montagem dos pneus nas rodas perceber que um talão pode ter sido avariado, desmonte o pneu e verifique a integridade da região. Talões avariados podem gerar desenrolamento de lonas;

 *inflar sempre os pneus dentro de gaiolas, mantendo uma distância mínima de segurança de 10 metros;

 *não montar os pneus usando fogo;

 *não ultrapassar 150 PSI para talonar os pneus.

 Com o objetivo de garantir a segurança de todos os envolvidos nesse processo, a Continental disponibiliza nesse link todas as orientações necessárias para o correto manejo de pneus e rodas de veículos de carga: https://bit.ly/2WsYcS4.

 O departamento de Assistência Técnica da marca alemã também divulga, gratuitamente, sugestões de sinalização para truck centers e oficinas de frotas, com orientações simples e claras que evitam situações perigosas. Clique aqui para baixar o arquivo.

Sobre a Continental

 A Continental desenvolve tecnologias e serviços pioneiros para a mobilidade sustentável e conectada de pessoas e seus bens. Fundada em 1871, a empresa de tecnologia oferece soluções seguras, eficientes, inteligentes e acessíveis para veículos, máquinas, tráfego e transporte. Em 2018, a Continental gerou vendas preliminares de cerca de € 44,4 bilhões e atualmente emprega cerca de 245.000 pessoas em 60 países e mercados.

  A Divisão de Pneus tem 24 locais de produção e desenvolvimento em todo o mundo. Como um dos principais fabricantes de pneus, com cerca de 56.000 colaboradores, a divisão registrou vendas de € 11,4 bilhões em 2018. A Continental está entre as líderes de tecnologia na produção de pneus e oferece uma ampla gama de produtos para carros de passeio, veículos comerciais e duas rodas. Através do investimento contínuo em P&D, a Continental faz uma contribuição importante para a mobilidade segura, econômica e ecologicamente eficiente. O portfólio da divisão inclui serviços para o comércio de pneus e para aplicações de frotas, bem como sistemas de gerenciamento digital para pneus de veículos comerciais.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.