Header Ads

Pesados e Raros, as séries limitadas da Mercedes-Benz

Mercedes-Benz Axor Black Edition - Apenas 15 unidades produzidas
Texto de Érico Rafael Pimenta. Editor-chefe do Midia Truck Brasil

 Em nosso mercado, as montadoras eventualmente apresenta séries especiais para celebrar certa datas em especial ou um marco como um número expressivo de vendas de determinado modelo e em sua maioria, as séries especiais se limita a cores especiais e faixas decorativas. Dentre as montadoras, a Mercedes-Benz não fica de fora, porém ela vai além e oferece séries exclusivas é limitadas á poucas unidades, o que no final torna o modelo raro e único.

 Na última Fenatran - Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, que ocorreu em 2017, a montadora apresentou uma série limitada a 21 unidades e que fazia uma grande homenagem ao Mercedes-Benz L1111 o modelo mais vendido da montador e que ajudou na solidificação da marca em nosso mercado, porém, se voltamos há exato 12 anos, nós deparamos com o Axor Black Edition.





 Apresentado na Fenatran de 2005, o extrapesado Axor Black Edition pode ser a série limitada mais rara do Brasil, isso porque só foram feitas 15 unidades que não se limitou a uma pintura especial e faixa decorativas, ela trazia detalhes exclusivos e muito bem pensados. Além do Axor, o Atego também teve uma versão Black Edition também limitada a 15 unidades.


Mercedes-Benz Atego BLACK EDITION. Modelo também teve apenas 15 unidades produzidas
 O Axor 2644 havia sido apresentado em junho daquele mesmo ano e foi o primeiro extrapesado rodoviário com tração 6x4 e cabine avançada da montadora. Já na parte do trem de força, o extrapesado da estrela era equipado com o motor OM 457 LA eletrônico de 428 cavalos. O modelo tinha PBT técnico de 26.100 kg e Capacidade Máxima de Tração -CMT de 80.000 quilos.

 A primeira vista, o Axor Black Edition se destaca pela sua cor preta metálica mas como mencionado anteriormente ela não fica apenas com uma cor especial. Na lateral, em especial em ambas as portas o modelo recebe uma plaqueta com a logo BLACK EDITION em metal, já na parte frontal o Axor recebe um friso cromado na grade que se destaca com a cor preta metálica e as grelhas da grade que nos modelos tradicionais são cinza recebe a cor prata. Apesar de não ser tão comum na época como hoje em dia, o Black Edition vinha com kit aerodinâmico de série, ou defletores de ar laterais que também recebia o logo BLACK EDITION. Ainda na parte externa, o modelo recebia rodas em alumínio e baterias de 170 amperes.

Serie limitada mescla preto e cromado dando luxo e exclusividade ao modelo

  Já no interior, a Mercedes demostrou preocupação e personalizou o modelo nos mínimos detalhes. Os bancos dos caminhões (Axor e Atego) Black Edition são de couro preto combinado com tecido do tipo "spacer", material muito utilizado em outros segmentos de produtos, de alto padrão de exigência, pela indústria automobilística. O Spacer garante maior ventilação e maior aderência do corpo ao banco, o que é muito importante para quem passa horas e mais horas no volante. Os bancos trazem o nome da série limitada gravado em baixo relevo e recebem ainda uma costura diferenciada em relação aos modelos de série. Além do mais o cinto vinha integrado ao banco. 


Interior do Axor Black Edition. Bancos recebiam tecido do tipo spacer

 No posto de comando, além dos bancos personalizados o modelo recebeu o volante  revestido em couro de duas tonalidades: preto e cinza, contrastando com o painel do modelo em cinza e prata. As maçanetas internas são pintadas na cor prata e a manopla do câmbio recebeu um acabamento de alumínio que traz a estrela e o nome Black Edition. O emblema está fixado também no painel de instrumentos.


Volante recebe detalhe em prata em harmonia com o painel

 Para maior conforto do motorista, o Black Edition vinha com geladeira localizada abaixo da cama com 12 litros de capacidade. Vale ressaltar que geladeira dentro da cabine era algo INÉDITO naquele ano no mercado. A cama ou as camas já que o modelo recebia beliche, conta com uma mistura de couro e tecido "spacer", proporcionando os mesmos benefícios de conforto e bem-estar. As camas recebem a identificação Black Edition. As cortinas do modelo também não ficaram de fora e recebeu novo padrão de tecido e cor, com o nome do modelo impresso.

 Pode parecer que o modelo não tem muitos itens de série, porém, a lista completa chega a 41 itens, no qual pode conferir ao final do texto.


Outro destaque da série limitada, a logo BLACK EDITION é bem presente no interior do modelo
Projeto 100% brasileiro

 Os caminhões Mercedes-Benz 2425 e 2644 da série Black Edition foram totalmente concebidos e desenvolvidos no Brasil. O projeto teve início em novembro de 2004, quando as áreas de Design e de Marketing de Produto da DaimlerChrysler do Brasil passaram a desenvolver a série, limitada e exclusiva, em modelos que antes eram montados unicamente para exposições, mas que sempre despertaram o interesse de clientes.

 Segundo Eustáquio Sirolli, no qual era gerente de Marketing Caminhões da DaimlerChrysler do Brasil em 2005, desde o início, o produto foi elaborado com muito critério, uma vez que envolvia viabilidade técnica, processos de produção e documentação. "O resultado foi um produto bastante completo, moderno e arrojado”.

  Da conceituação à produção do Atego 2425 e do Axor 2644 foram praticamente oito meses de trabalho, com envolvimento de áreas como Estilo, Oficina de Protótipos, Engenharia, Produção, Marketing e Vendas, entre outras, além de fornecedores. Nos primeiros três meses, a área de Design utilizou avançados recursos gráficos, como os softwares Alias, Photoshop e Corel Draw, para conceber e desenvolver esses caminhões virtualmente. Isso facilitou as etapas posteriores de montagem de protótipos, homologação e produção.


Mercedes-Benz Actros Edição Limitada Fenatran, apenas 21 unidades produzidas
12 anos depois.....a estrela repete a dose com o Actros Série Especial

 Na Fenatran de 2017, a montadora resolveu juntar histórias de sucesso para homenagear os seus clientes e a Fenatran, o maior e mais completo Salão de Transporte Rodoviário de Carga da América Latina. Como resultado, a Empresa lança no evento o Actros Série Especial, uma edição limitada e exclusiva de 21 unidades.


  Assim como o Black Edition, a estrela não polpou nos detalhes. A cabine recebe a pintura verde “retrô” fazendo referencia ao L-1111, no qual uma unidade também estava presenta na feira, mostrando a evolução dos pesados da montadora. Além da pintura, a cabine ainda conta com uma faixa exclusiva em tom bege é talvez o detalhe que mais chama atenção é o chassi pintado na clássica cor vermelha, que era característico dos modelos antigos da marca.

Mercedes-Benz L1111 modelo de maior sucesso da montadora e que ajudou a consolidar a marca no Brasil

 Assim como a Black Edition, o interior do Actros não deixa a desejar em exclusividade. O Actros trás:

Revestimento da cobertura do painel (cluster) em couro preto com costura verde;

Tapete do painel em couro bege com borda verde;

Tapete central do piso com borda de arremate em verde “retrô”;

Revestimento interno das laterais das portas em couro bege;

Volante com aplicação de couro perfurado nas cores preto e bege;

Manoplas de freio do caminhão e da carreta com aplicação de couro preto perfurado;

Bancos de couro preto e partes centrais do assento e do encosto com tecido “retrô”, além de costura de acabamento na cor verde;

Tecido da cama com aplicação de costura em forma de losango na cor verde “retrô”;

Cortinas laterais e frontal em blackout no lado interno e na cor verde no lado externo;

Fundo do painel de instrumentos na cor verde “retrô”;

TV digital no interior da cabina.


Interior da série limitada. Elementos Retrô dão exclusividade e transforma o interior em uma maquina do tempo
 A série ficou limitada a 21 unidades, sendo 15 cavalos mecânicos Actros 2651 6x4 e 6 unidades do Actros 2546 6x2.

 O foco da Mercedes nesta série limitada não ficou apenas em itens de conforto, mas também em segurança e vinha equipado com:

Controle de Proximidade (Proximity Control System);

Sistema de Orientação de Faixa de Rolagem (Lane Guidance System);

Assistência Ativa de Frenagem (Active Brake Assist/ABA);

Retarder;

Sistema EBS de gerenciamento inteligente do freio de serviço;

ABS (Sistema Anti Travamento das Rodas);

ASR (Controle de Aderência em Aceleração);

Hill Holder (Assistência de Partida em Rampa);

Faróis de rodagem diurna (Day Running Light);


Sensores de chuva e de iluminação que ativam automaticamente o limpador de pára-brisas.


 Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina  comentou sobre a série limitada “Somente os modelos L-1111 de 1964 e L-1113 de 1970, expoentes dessa linha clássica, tiveram juntos 240.000 unidades vendidas no País. Esses caminhões, que se destacavam pela tradicional cabina semi-avançada arredondada, fazem parte da história do Brasil e dos meios de transporte de carga que impulsionaram o crescimento econômico do País. Os clientes e, especialmente, os motoristas eram apaixonados por esses caminhões. Por isso, o Actros retrô é uma homenagem aos clientes que iniciaram sua trajetória com esses modelos e alcançaram grande sucesso, caminho que é seguido agora pelo nosso moderno extrapesado top de linha”.

 Com capricho, exclusividade, foco em segurança e conforto, as séries limitadas da Mercedes-Benz quebra o tradicionalismo de pinturas metálicas e faixas decorativas, claro que isso não tira o mérito das demais. Para os mercedeiros e apaixonados por caminhões, encontrar tais modelos nas estradas é um motivo fácil de um sorriso largo de orelha a orelha e claro sempre vale aquela foto. Já pensando no futuro, em especial o Black Edition ele se torna ano a ano um modelo raro e difícil de se encontrar por ai, já o Actros Série Especial tem apenas 2 anos de estrada, mas daqui a 12 anos ele pode ser assunto de uma reportagem como essa.

Galeria de fotos – Mercedes-Benz Axor Black Edition







Galeria de fotos – Mercedes-Benz Actros Série Especial Fenatran 





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.