Header Ads


Mercedes-Benz destaca vantagens do Biodiesel HVO para frotas de ônibus




 Empresa oferece assessoria especializada em BRT, sistema de transporte coletivo urbano para grande volume de passageiros e melhoria da mobilidade urbana
  
 A partir do posicionamento “Pensando no coletivo. Pensando no futuro”, a Mercedes-Benz mobiliza diversos players do segmento de ônibus, como empresas de transporte, gestores, parceiros e passageiros, para a busca permanente de soluções de mobilidade e de compatibilidade ambiental.

 Entre suas ações e iniciativas incluem-se o desenvolvimento de veículos para combustíveis alternativos e a introdução de tecnologias que reduzem o consumo e as emissões. Como exemplo, o Brasil é rico na oferta de produtos de origem vegetal e gordura animal, criando possibilidades para a produção de biocombustíveis como o HVO (Hydrotreated Vegetable Oil ou Óleo Vegetal Hidrotratado). Para isso, é primordial que o País invista em infraestrutura de produção para assegurar a utilização em larga escala. 

 Biocombustível de segunda geração, o HVO é uma alternativa eficiente e econômica para as empresas e para o meio ambiente. Este tema será abordado no relacionamento da Mercedes-Benz com clientes e visitantes durante a Arena ANTP 2019 – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana, evento da ANTP (Associação Nacional dos Transportes Públicos) que será realizado em São Paulo, no Transamérica Expo Center, entre 24 e 26 de setembro. A presença da marca é uma parceria com o concessionário Center Bus Sambaíba, de Taboão da Serra (SP).

 “Sabemos que o diesel, por sua tradição histórica e as grandes reservas existentes, é o combustível mais usado no Brasil e no mundo. Mas temos que investir em outras alternativas e o biocombustível de 2ª geração, como o HVO, é um caminho a ser percorrido e bastante interessante”, ressalta Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

 Segundo o executivo, além da redução de emissões, o uso do HVO não exige nenhuma alteração na infraestrutura de abastecimento na garagem e nem na logística de distribuição do combustível. “Além disso, ele pode ser utilizado em qualquer veículo a diesel de qualquer norma de emissões. E considerando a legislação da cidade de São Paulo, há uma redução das emissões de CO2 (Dióxido de Carbono) proporcional à porcentagem de HVO, pelo fato de ser um combustível não fóssil”, diz Walter Barbosa. “Vejo o uso do HVO como uma ponte até os ônibus elétricos nos grandes centros. E mais: esse biocombustível poderá ser uma solução também para ônibus de grandes distâncias rodoviárias”.





Mercedes-Benz oferece assessoria especializada em BRT

 O desenvolvimento das grandes cidades e a necessidade cada vez maior de uma mobilidade urbana rápida e eficiente impulsionam a implantação de um sistema de transporte público que atenda a crescente demanda da população. “Nesse sentido, o BRT (Bus Rapid Transit) se mostra como uma solução bastante interessante, assim como corredores e faixas exclusivas”, ressalta Walter Barbosa.

 Segundo o executivo, o BRT é um sistema de transporte por ônibus que oferece serviços de qualidade a um baixo custo, além do curto prazo de implantação quando comparado com outros modais de transporte. “Por isso, muitas cidades estão escolhendo o BRT como solução ideal para o transporte em massa, atendendo às necessidades diárias das pessoas para o deslocamento nos centros urbanos”.

 Além da mais completa linha de ônibus, a Mercedes-Benz oferece ao mercado assessoria especializada em transporte de passageiros, por meio de uma equipe totalmente focada em sistemas como o BRT, apoiando clientes, órgãos gestores e consultorias.

 A Empresa tem conhecimento e experiência mundial e local para a implantação desse tipo de sistema. A marca está presente hoje nos principais BRTs no mundo, como os do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba no Brasil, Bogotá na Colômbia, Santiago do Chile, México, Turquia e África do Sul.

Tecnologias RKM e EIS são ideais para grandes cidades

  No estande da marca na Arena ANTP, os visitantes também poderão obter informações sobre recursos da Mercedes-Benz voltados à redução de consumo e emissões, como, por exemplo, o RKM (sistema de recuperação de energia elétrica).

 O gerenciamento inteligente do RKM, cuja principal vocação são os ônibus urbanos, aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus. Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz foram registradas economias médias de cerca de 2%. Além disso, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).

 Os ônibus Mercedes-Benz também se destacam no mercado brasileiro pela tecnologia do EIS (Engine Idle Shutdown), um inovador sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor. Esta é uma situação comum em garagens, rodoviárias, terminais urbanos e pontos de parada. Nestes casos, o EIS entra em ação, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos.

Ampla experiência com veículos Trólebus

 Em relação à alternativa dos veículos elétricos – tema bastante associado à mobilidade urbana – a Mercedes-Benz do Brasil já participa de algumas iniciativas no País. Ela tem parceria com a Eletra e vários ônibus da marca, cerca de 70 trólebus em São Paulo, já rodam com a tecnologia elétrica. Mas a utilização dessa alternativa ao diesel também terá que passar por infraestrutura adequada, ser economicamente viável para não onerar a população que utiliza transporte público e ter uma política de planejamento no País, a fim de garantir essa opção muito importante no futuro. 

 O Grupo Daimler detém várias tecnologias alternativas ao uso do diesel: Biodiesel HVO, Híbrido, células de combustível em modo experimental e elétricos, já em operação regular. Com infraestrutura adequada e custos operacionais compatíveis para o transporte público brasileiro, essas soluções podem ser trazidas para operação no Brasil, por meio da marca Mercedes-Benz.

Superarticulado O 500 tem capacidade para até 220 passageiros

 Durante a Arena ANTP, a equipe da Mercedes-Benz também divulgará o amplo portfólio de ônibus da marca, como o chassi superarticulado O 500, oferecido nas versões UDA (piso baixo) e MDA (piso alto), que ganha cada vez mais espaço no mercado como solução eficiente e rentável para o transporte de massa e a mobilidade urbana. Com carroçarias até 23 metros, oferece capacidade para até 220 passageiros, sendo indicado para sistemas como BRT, corredores e faixas exclusivas.

 Este chassi de ônibus da Mercedes-Benz é reconhecido pelo alto padrão de qualidade, conforto e segurança para o motorista e os passageiros, com destaque para itens como suspensão pneumática integral, suspensão controlada eletronicamente, com ajoelhamento bi-lateral (UDA), freios a disco em todas as rodas, freios ABS + ASR, exclusivo freio-motor adicional Top Brake, sistema de desligamento automático do motor (EIS), painel com indicação de consumo e faixa verde variável (Econômetro), além de itens opcionais como o sistema de recuperação de energia (RKM), tacógrafo digital e volante multifuncional com teclas.

 Com base num amplo portfólio, com microônibus, ônibus convencionais, articulados e superarticulados, a Mercedes-Benz oferece soluções para todas as demandas do transporte coletivo urbano, sejam em linhas troncais de sistemas como BRT, corredores e faixas exclusivas, como em vias alimentadoras e distribuidoras que interligam os bairros às regiões centrais.

Atendimento especializado a clientes de ônibus

 A marca também se destaca pelo atendimento especializado dos concessionários Center Bus, que oferecem uma estrutura voltada exclusivamente para ônibus, na qual os clientes encontram uma equipe de profissionais treinados para essa finalidade, com gerentes, vendedores e assessores ao frotista.

 O atendimento e a assistência especializada dos concessionários ampliam ainda mais as vantagens oferecidas aos clientes. Por meio da Rede, eles têm à disposição três linhas de peças de reposição (genuínas, remanufaturadas e Alliance), planos de manutenção, Consultor Gerencial, Consultor Técnico BSP, Oficina Dedicada e outros. Isso contribui para que as empresas obtenham a maior disponibilidade possível de seus veículos, trabalhando e gerando resultado.

Sobre a Arena ANTP 2019

 Realizada pela ANTP (Associação Nacional dos Transportes Públicos), a Arena ANTP 2019 abrange a 22ª edição do Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito e a XI INTRANS – Exposição Internacional de Transporte e Trânsito. O evento promove a discussão dos aspectos que permeiam a mobilidade urbana no Brasil e no mundo, apresentando ações, programas de mobilidade urbana e de políticas públicas, na permanente defesa do transporte com qualidade, do trânsito seguro, de cidades sustentáveis e com qualidade de vida, abrigando todas as formas de mobilidade nas cidades brasileiras.

 Os organizadores esperam mais de 5.000 participantes na Arena ANTP, entre visitantes estrangeiros e público nacional composto por prefeitos, secretários municipais e estaduais, autoridades federais, parlamentares, colaboradores públicos e privados, operadores de transporte, industriais, consultores, dirigentes sindicais patronais e laborais, acadêmicos, lideranças comunitárias, técnicos do setor e profissionais da mídia.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.