Header Ads

Randon apresenta na Fenatran implemento com sistema de tração auxiliar elétrica




Com o sistema e dependendo das variáveis como tipo de carga e a condição da estrada a economia de combustível pode chegar a 25%

Texto de Érico Rafael Pimenta, Editor-chefe do Midia Truck Brasil

 Celebrando os seus 70 anos de inovação e pioneirismo, a Randon apresenta na Fenatran 2019 o exclusivo semirreboque com sistema de tração auxiliar elétrica, a solução chamada de Hybrid R. A novidade resulta do sistema chamado e-Sys, foi desenvolvido em sinergia com a Suspensys e Centro Tecnológico Randon (CTR). O sistema foi aplicado ao graneleiro Randon, campeã de vendas da empresa.

 O conceito utiliza o sistema auxiliar de recuperação de energia gerada durante a frenagem da composição cavalo mecânico carreta, ou durante descidas, capacitando a carreta a ajudar o caminhão a transpor aclives de forma mais eficaz e segura. Dependendo da aplicação, condição de carregamento e da estrada, a economia de combustível pode chegar até a 25%, propiciando, também, menor desgaste dos componentes e menor emissão de resíduos no meio ambiente.





Estamos apresentando uma solução totalmente disruptiva, que inverte a lógica vigente, porque a carreta passa a ajudar o caminhão com ganhos operacionais efetivos ao cliente e à natureza”, observa Daniel Randon, lembrando que o resultado foi possível graças à sinergia e ao compartilhamento de conhecimentos das empresas integrantes. Daniel Randon resgata, na história recente, a inovação apresentada pela empresa envolvendo uso de materiais alternativos desde 2005 nas carrocerias com o painel Ecoplate. O composite de PVC, que eliminou o uso da madeira e resolveu o problema de vedação das caixas de carga e perda de grãos, agora avança para uma nova geração, sempre comprometida com o equilíbrio ambiental.


Motor elétrico acoplado no eixo de tração que auxilia o caminhão em aclives. Reprodução Randon

 Pioneira na América Latina, a tecnologia de armazenamento e regeneração elétrica foi inspirada na Fórmula-1, que utiliza o Sistema KERS (Kinetic Energy Recovery Systems). Nas Empresas Randon, foi concebida e desenvolvida pela diretoria de Tecnologia e Inovação do Produto da Divisão Autopeças, em conjunto com o Centro Tecnológico Randon (CTR) e com uma das unidades do grupo, a Suspensys. Esta será responsável pela industrialização e comercialização do sistema e-Sys. Foram dois anos de desenvolvimento junto às respectivas áreas de engenharia, laboratórios e campo de provas. Quando entrar em escala comercial, o sistema ficará disponível também ao mercado nacional e internacional de equipamentos para o transporte de cargas.

Como funciona

 O sistema e-Sys, que equipa o semirreboque da Randon Implementos, opera a partir de um conjunto eletromecânico formado por uma Unidade de Controle Eletrônico (ECU), bateria, inversor e motor elétrico da WEG (acoplado a um eixo desenvolvido exclusivamente para este fim). Este conjunto, gerenciado por um algoritmo inteligente especialmente criado para avaliar as condições de operação e uso, permite ao implemento aliviar o esforço sobre cavalo-mecânico em certas situações, como nas subidas, o que resulta em economia de combustível. Nas frenagens e desacelerações, o motor passa a trabalhar como gerador, recuperando a energia cinética e armazenando-a em baterias que alimentarão o motor elétrico da própria carreta. Com isso, o conjunto caminhão/carreta ganha eficiência e maior agilidade, com menor desgaste do conjunto de freio e com menor consumo de combustível. “O principal objetivo é promover a otimização energética da combinação de veículo de carga, tendo como potencializadores os fatores Brasil, como a dimensão continental, o relevo irregular e as legislações de cargas e acoplamentos”, destaca Daniel Randon. 

Confira o funcionamento do sistema no vídeo abaixo




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.