About Me



Facchini lidera o mercado brasileiro de implementos em 2019


Somente em 2019, a Facchini comercializou mais de 26.000 implementos rodoviários 

 A Facchini S.A, empresa paulista com mais de 60 anos de experiência no desenvolvimento, produção e distribuição de implementos rodoviários, encerrou 2019 liderando pelo quinto ano consecutivo o mercado brasileiro. 

 De acordo com o balanço oficial da empresa, ao longo dos 12 meses de 2019 foram comercializados 26.183 implementos sendo, 11.053 carrocerias sobre chassi e 15.130 reboques e semirreboques. O montante garantiu a implementadora paulista um crescimento de 55% em relação a 2018 e uma participação total de 22% no mercado que, encerrou 2019 com 120.557 unidades comercializadas em todo o país. 




 No segmento de carrocerias sobre chassi, os implementos do tipo furgão alumínio com um total de 5.585 unidades comercializadas, se destacaram como os mais vendidos pela marca em 2019. Já na categoria de reboques e semirreboques, os implementos do tipo Furgão lonado lideraram as vendas da empresa com 3.060 unidades comercializadas. 

 Segundo a Facchini, a liderança pelo quinto ano consecutivo do mercado brasileiro de implementos e os números significativos registrados em 2019 são resultados dos constantes investimentos em novos produtos e melhorias nas linhas já existentes. 

 Para 2020, a empresa paulista projeta um crescimento na ordem de 25%. "Em 2020 a expectativa da empresa é finalizar a ampliação da fábrica de componentes, aumentar a produtividade das unidades de produção, e continuar investindo em melhorias em todas as linhas de produtos’’, destaca a diretoria da empresa. 

Sobre a Facchini S.A 

 Fundada em 1950, a Facchini S.A conta atualmente com 5.000 colaboradores, 10 fábricas com linhas distintas e integradas, 32 distribuidores exclusivos no Brasil e 9 distribuidores exclusivos no exterior, responsáveis pelo desenvolvimento, produção e distribuição de implementos rodoviários para todos os segmentos de transporte e caminhões leves, médios e pesados. 


Postar um comentário

0 Comentários