About Me


Vendas de caminhões segue em recuperação nos EUA


Modelos da Classe 8 (pesados) tiveram maior crescimento  

 

 A vendas de caminhões de Classe 8 (pesados) nos Estados Unidos teve um crescimento de 55% quando comparado ao mesmo periodo do ano passado.  Já na comparação ano a ano a alta é de 160%. Os dados foram divulgados pela FTR, que ainda mostra que os modelos de Classe 8 atingiram o maior volume deste outubro de 2018 quando registrou 32.000 unidades.  

 

 Já o mercado de modelos Classe 5-7 mantém com pedido regulares, atingindo 26.900 unidades, de acordo com a ACT Research, um aumento de 37% mês a mês e 48% em relação ao volume de setembro do ano anterior. 





 Don Ake, VP de Veículos Comerciais da FTR comenta que o mercado de caminhões Classe 8 continua a se recuperar mais rápido e melhor do que era esperado, e o volume forte do mês passado sugere que os operadores acreditam que haverá um crescimento constante de frete no futuro.  

 

 “Os fretes estão melhorando, então as operadoras têm dinheiro e agora também confiança para investir em novos veículos. Quando você combina esses dois fatores, os pedidos tendem a aumentar” comenta Ake 

 

 Os pedidos líquidos de modelos Classe 8 nos últimos 12 meses agora totalizam 197.000 unidades. Os pedidos recentes, disse Ake, são uma combinação da crescente demanda por substituição e alguma expansão da demanda em regiões onde a capacidade está diminuindo. A incerteza sobre a pandemia continua a diminuir, à medida que mais setores da economia se reabrem e a mobilidade do consumidor aumenta. 

 

 “Havia uma demanda reprimida considerável no mercado, uma vez que os pedidos despencaram no período de março a maio”, menciona Ake. “Portanto, os caminhões que normalmente teriam sido encomendados na época estão sendo encomendados agora, uma vez que grande parte do risco já passou.” 

 

 O volume de pedidos de caminhões em setembro está próximo aos pedidos de caminhões de agosto, indicando que as frotas fizeram investimentos em implementos e agora estão investindo em novos caminhões. Os pedidos para as entregas de 2021 devem começar este mês, “portanto, a indústria tem um forte impulso para a temporada de pedidos de outono”, acrescenta Ake “Este ainda é um ambiente cheio de riscos, com algumas incertezas se intensificando recentemente. Mas muitas frotas estão focadas em perspectivas de negócios futuros e estão dispostas a assumir os riscos de curto prazo para ganhos de longo prazo.” 


Texto Érico Rafael Pimenta com informações de CCJ Digital 


Postar um comentário

0 Comentários