About Me


Scania testa no Brasil “radar de ponto cego” para seus caminhões



Sistema foi apresentado para o mercado europeu em março de 2020 

 

 A fabricante de caminhões e ônibus, Scania, apresentou em março de 2020 um sistema duplo complementar do ADAS no qual consiste em um pequeno radar instalado no paralama frontal do modelo que é capaz de detectar carros e pessoas no ponto cego do caminhão.  

 

 O primeiro sistema chamado de BSW (siga para Blind Sport Warning | Alerta de ponto cego) tem funcionamento acima de 2 km/h e funciona tanto do lado esquerdo como direito do caminhão, e este está apto a detectar veículos em geral que adentram no ponto cego.  





 Já o segundo sistema chamado de VRUCW (siga para Vulnerable Road User Collision Warning | Alerta de colisão de pedestres e demais em uma tradução adaptativa) funciona em ambientes urbanos, assim ele consegue identificar pessoas, seja essas a pé ou em uma bicicleta por exemplo. Esse sistema por ser destinado aos centros urbanos, o seu funcionamento vai até 36 km/h.   

  

 Quando o caminhão é equipado com o sistema, na coluna lateral tanto do lado esquerdo como do lado direito fica uma pequena luz que ela “liga” e avisa o motorista que há um objeto no ponto cego. Quando o motorista vai mudar de faixa e há um veículo ou pessoa em uma bicicleta, um alerta sonoro é ativado para chamar a atenção do motorista.  


Confira o vídeo como o sistema funciona. 





A detecção lateral aprimorada é mais um componente do objetivo da Scania de aumentar a segurança dos usuários vulneráveis da estrada”, afirma Alexander Vlaskamp, vice-presidente sênior, chefe da Scania Trucks. “Sinto fortemente que todo motorista de caminhão gostaria de ter este sistema de apoio implacável ao seu lado ao lidar com ambientes de tráfego intenso.” 


Os caminhões são a espinha dorsal da sociedade urbana - garantir que todos façamos tudo o que estiver ao nosso alcance para promover a segurança é crucial para todos. A Scania acredita que os sistemas ADAS podem fazer uma diferença real, ajudando os motoristas a lidar com alguns dos ambientes de direção mais desafiadores com segurança” complementa Alexander Vlaskamp. 

 

 No Brasil, a Citrosuco, empresa que é parceira da montadora, e que também foi a primeira a testar um modelo a GNV, já vem testando o novo dispositivo. O modelo fotografado pelo TruckSpotter Márcio Zatarin.   


Scania NTG com o sistema em teste no Brasil. Foto Márcio Zatarin


 Na ferramenta, Configurador Scania, no qual você consegue montar o seu Scania, o sistema já aparece com nome de “Side Detection Package” porém ao clicar na mesma, aparece apenas a opção “without” que significa SEM.  

Ferramenta Configurador Scania no Brasil já mostra o sistema, mas não da para selecionar.

 Para 2021, a montadora Scania anunciou o investimento de R$ 1,4 bilhão nas operações no mercado brasileiro entre os anos de 2021 a 2014.  

 

 “Esses investimentos permitirão modernizar a fábrica de São Bernardo do Campo. Além da ampliação de novas tecnologia e o prosseguimento de projetos de veículos movidos a combustíveis alternativos. Vale lembrar que de 2016 a 2020, investimos R$ 2,6 bilhões. E, com esses novos valores, totalizaremos R$ 4 bilhões Ou seja, isso mostra claramente que a Scania continua apostando no Brasil”, diz o vice-presidente das operações comerciais da marca no Brasil, Roberto Barral.  

 

Procurada pela equipe de reportagem do Portal Midia Truck Brasil, a montadora não comentou sobre o teste do novo sistema no Brasil.  


Postar um comentário

0 Comentários