About Me


Bridgestone compartilha dicas para prolongar a vida útil dos pneus e economizar combustível




Benefícios podem chegar a 25% mais durabilidade dos pneus e promovem a redução de gasto de combustível 

 No Brasil, de acordo com a ANFAVEA, no ano de 2020, foram licenciados mais de 89 mil caminhões e, entre os veículos leves, superou 1,9 milhão. Para que estes veículos alcancem a máxima segurança, performance e economia, seja na estrada ou no perímetro urbano, a Bridgestone compartilhou 5 cuidados que os motoristas devem ter com a manutenção dos pneus, o único elo entre o veículo e o solo. As dicas visam contribuir para a vida útil dos pneus e a redução do consumo de combustível. Confira: 


Calibragem: Realizar a calibragem de todos os pneus ao menos uma vez por semana, de acordo com a indicação do manual do fabricante do veículo, contribui para a segurança do veículo e evita uma redução de até 25% na quilometragem. A pressão adequada contribui para a economia de combustível, evitando que o motor do veículo seja sobrecarregado. 





 Também é recomendado respeitar as medidas indicadas pelo fabricante para pneus e rodas, e analisar o tipo de solo a ser percorrido, já que utilizar na cidade um modelo destinado ao uso off road, poderá acarretar no aumento no consumo de combustível e comprometer a estabilidade e durabilidade das peças do veículo. 


Alinhamento: verificar periodicamente o alinhamento de todos os eixos e rodas, ao menos a cada 20 mil km rodados para caminhões e 10 mil km para automóveis, também contribui com a redução do uso de combustível. O desalinhamento das rodas ou eixos afeta a dirigibilidade e provoca o arraste contínuo dos pneus, fazendo com que o desgaste seja acelerado e anormal, reduzindo a quilometragem em até 25%. Além disso, é importante realizar o rodízio de pneus a cada 8 mil km para carros e 10 mil km para caminhões e ônibus. 


Balanceamento: um conjunto desbalanceado produz oscilações e vibrações tanto estática como dinâmica, além de gerar desconforto aos motoristas e passageiros. A falta de correção deste item pode reduzir em até 20% a quilometragem de um pneu. 


Emparelhamento: Trata-se da diferença entre as características dimensionais entre conjuntos pneumáticos montados em rodado simples ou duplo de um caminhão ou ônibus. O motorista deve manter a montagem no eixo dos pares perfeitos, ou seja, pneus da mesma marca, modelo, desenho, calibragem e ciclo de vida - novo com novo, reformado com reformado. 


 Desenho da banda para caminhão e ônibus: Esta é a única parte do pneu em contato com o solo, sendo responsável pela tração, frenagem, proteção da carcaça e dirigibilidade. Por isso, a escolha incorreta deste item pode reduzir a quilometragem em até 40%. 


Postar um comentário

0 Comentários