Hot Widget

Publicidade7
Type Here to Get Search Results !

Caminhoneiros mantém greve pelo 2° dia consecutivo com pontos de bloqueio em 16 estados

Foto: PRF

Há bloqueios confirmados em rodovias de pelo menos 16 estados. Na maioria dos locais, apenas carros pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis estão tendo o trânsito liberado pelos manifestantes

(G1) Pelo segundo dia consecutivo, caminhoneiros que são a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) promovem manifestações e bloqueiam rodovias em todo o país na manhã desta quinta-feira (9).

 Até as 8h, segundo boletim do Ministério da Infraestrutura com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram confirmados bloqueios em rodovias de pelo menos 15 estados: SC, RS, PR, ES, MT, GO, BA, MG, TO, RJ, RO, MA, RR, PE e PA. Levantamento do G1 apontou ainda manifestações no estado de São Paulo.

 Na maioria dos locais, apenas carros pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis estão tendo o trânsito liberado pelos manifestantes.

 De acordo com o Ministério da Infraestrutura, não há mais pontos de interdição de pistas na malha rodoviária federal, salvo protesto pela causa indígena na BR-174/Roraima.

 As interdições continuam mesmo após o presidente Jair Bolsonaro gravar um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres".


Publicidade3


Caminhoneiros na Esplanada dos Ministérios

 Além das manifestações nas rodovias, caminhoneiros também seguem bloqueando vias da Esplanada dos Ministérios, em Brasília: seguem interditadas a N1 e a S1. Os manifestantes viraram a noite na Esplanada. Houve movimentação de viaturas policiais para reforçar a segurança.

 A pista, que dá acesso ao Congresso Nacional, ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Palácio do Planalto – além de prédios dos ministérios – foi fechada na noite de domingo (5), para as manifestações de 7 de Setembro. No entanto, um grupo que apoia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e defende medidas inconstitucionais, por meio de faixas, cartazes e palavras de ordem, permanece no local.

Locais dos protestos

 Em São Paulo, caminhoneiros bloquearam ou interditaram parcialmente ao menos 4 importantes vias nesta quinta (9). Ainda na manhã desta quinta, as estradas haviam sido liberadas, mas os manifestantes seguiam nos acostamentos. As rodovias afetadas foram: Anhanguera, Dutra, Régis Bittencourt e Rodoanel.

 Ainda no estado, há manifestação na Rodovia Geraldo de Barros, na região de Piracicaba, causando congestionamento.

 No Rio de Janeiro, há um protesto na Rodovia Washington Luís (BR-040), quilômetro 113, na altura da Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), sentido Juiz de Fora. No sentido Rio não há interdição. O local dá acesso à refinaria e a um ponto de distribuição de combustível para a Região Metropolitana do Rio. A via foi bloqueada por volta das 4h30. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão no local.

 Também há protesto na BR-465, antiga Rio-São Paulo, na altura do quilômetro 13, entre a Zona Oeste do Rio e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Há manifestações na BR-101, altura do quilômetro 75, em Campos, no Norte do estado.

 Em Santa Catarina, foram registrados pontos de bloqueio em cinco rodovias de Santa Catarina nesta quinta-feira (9). Somente caminhões não estão autorizados a seguir viagem.

Os trechos bloqueados são:

BR-101: km 72, em Araquari; km 353, em Jaguaruna; km 375, em Içara; km 402, em Maracajá; km 419, em Araranguá; km 451, em São João do Sul.

BR-280: km 1,4, em São Francisco do Sul; km 11, em São Francisco do Sul; km 55, em Guaramirim; km 121, em São Bento do Sul; km 230, em Canoinhas.

BR-116: km 07, em Mafra; km 138, em S. Cecília.

BR-470: km 4, em Navegantes; km 45, em Gaspar; km 89, em Ascurra.

BR-282: km 606, em Maravilha; km 646, em São Miguel do Oeste.

No Paraná, pelo menos nove pontos do estado registravam bloqueios na manhã desta quinta-feira. Os pontos com manifestantes estão nas regiões norte e noroeste do estado. Veja os locais:

PR-092, em Arapoti

PR-445, em Cambé

PR-323, em Cruzeiro do Oeste

PR-546, em Itambé

PR-463, em Colorado

PR-180, em Goioerê

PR- 170, em Rolândia

PR-090, em Assaí

BR-277, em Medianeira

 Na Bahia, foram bloqueados ao menos duas rodovias federais: a BR-242, na entrada de Luís Eduardo Magalhães, oeste do estado; e o km 418 da BR-116, na saída de Feira de Santana, que fica a cerca de 100 quilômetros de Salvador.

Em Goiás, os atos acontecem em seis pontos – em nenhum deles há bloqueio total. Veja abaixo os locais:

Itumbiara: BR-153, com bloqueio parcial da via por veículos de carga, com uma das faixas liberadas para carros de passeio, cargas perecíveis, emergências e transporte de passageiros;

Porangatu: BR-153, com concentração de veículos de carga às margens da rodovia.

Uruaçu: BR-153, com concentração de veículos de carga às margens da rodovia.

Cristalina: BR-040, com manifestantes às margens da pista.

Campo Alegre de Goiás: BR-050, com caminhoneiros parados no acostamento.

Bela Vista de Goiás: GO-020, com bloqueio parcial da rodovia. Apenas veículos de passeio e com carga perecível, de emergência e transporte de passageiros podem seguir.

 Em Roraima, um grupo de caminhoneiros fechou a BR-174. O bloqueio ocorre no quilometro 482, ainda em Boa Vista, e a rodovia está totalmente interditada, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que está no local monitorando.

 Em Minas Gerais, caminhoneiros bloquearam as pistas da rodovia Fernão Dias (BR-381) nos dois sentidos, na altura de Igarapé, na Região Metropolitana. Carros de passeio foram impedidos de trafegar pela rodovia. Segundo a Arteris Fernão Dias, concessionária que administra o trecho, a fila de carros no sentido Belo Horizonte, a primeira a ser totalmente interditada, chegava a 6,5 km às 9h15.

 Na região sul do estado, manifestações que iniciaram no início da noite de quarta continuam na manhã desta quinta. Caminhoneiros colocaram fogo em pneus durante manifestação na MGC-267, no Marco Divisório, em Poços de Caldas. Segundo a PMR, mais de 85 caminhões participam da paralisação.

 Em Varginha, a paralisação segue na na MGC-491, em uma das entradas do município. Segundo a Polícia Militar, os caminhoneiros não estão impedindo o trânsito no local.

Também há manifestação de caminhoneiros em Passos. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, a paralisação acontece na MG-050, perto do aeroporto. Segundo a PMR, 150 caminhões estão parados na rodovia. Assim como em Poços de Caldas, os manifestantes estão parando apenas caminhões.

 No Maranhão, caminhoneiros continuam a bloquear dois pontos da BR-230, sendo um na saída da cidade de Riachão, a 920 km de São Luís, e outro na saída para a saída da cidade de São Raimundo das Mangabeiras, a 1.525 km da capital.

 No Pará, há bloqueio parcial de trechos das rodovias BR-316 e BR-010. Os manifestantes estão localizados em três pontos do estado, em Benevides, principal via de acesso à capital Belém, Santa Maria do Pará, e Paragominas, interior do estado. A manifestação iniciou no início da noite de quarta-feira.

 No Rio Grande do Sul, manifestantes bloquearam totalmente o km 415 da BR 153, na altura de Cachoeira do Sul.

 No Tocantins, foram registrados três pontos de bloqueio na BR-153 no início desta manhã. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os atos ocorrem em Araguaína, Paraíso do Tocantins e Gurupi.

 No Espírito Santo, segundo a PRF não há interdição das pistas, mas há mobilizações nas rodovias BR-101, BR-262, BR-447 e BR-482.

Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Iara Scot

Below Post Ad