Header Ads

Main

Porque a série 3 é o melhor caminhão de todos os tempos?


Érico Pimenta, Editor-Chefe do Midia Truck Brasil. 

Scania série 3 foi eleito o melhor caminhão de todos os tempos pela revista Commercial Motor.

 Como você viu aqui no Midia Truck Brasil, a Scania série 3 foi eleito o melhor caminhão de todos os tempos. A lista que reuniu 100 caminhões, saiu na revista Commercial Motor, e a Scania ficou em primeiro lugar, para a alegria de uns, e a raiva de outros. Mas uma pergunta surge, porque?


 Bom para responder, temos que voltar no tempo e ir um pouco além da data de lançamento da série 3, porque? O Scania série 3 nada mais é que uma evolução da série 2, então por isso vamos começar da série 2.

Program Scania SHOW.




  Em 1970, a Scania começou a tomar mais conhecimento sobre os efeitos da resistência do ar no consumo de combustível, então em 1980, a Scania começava a estudar mais profundamente essa questão e lançou o programa GPRT, que visava construir um novo caminhão, com toda a experiência que ela tinha de 10 anos atrás, quando começou a construir caminhões com chassis mais sólidos, freios compatível com a potência de cada motor e nessa época também começou a fazer o lendário motor V8, que nasceu em 1969 e hoje tem 46 anos. Em 1977 recebeu o título King Of The Road. O novo programa GPRT foi um grande marco para a Scania, e fez 1980 ser marcante, o novo programa visava uma construção modular de motores, transmissões e dos eixos, também como a cabine. Foi criado 3 motores, de 8,11 e 14 litros junto com 3 novas classes de chassis (M= serviço médio, H = serviço Pesado e E serviço superpesado.) e as cabines T, R, P e G.


Desenvolvimento do serie 2.


 O desenho da série 2 foi feito por Giorgetto Giugiaro da Italdesign, que sinceramente e modéstia a parte, dispensa qualquer apresentação, mas caso você não se lembre dele, segue aqui uma lista de carros que ele já desenhou, lembrando que são apenas alguns. BMW M1 (1977), De Lorean DMC-12 (1981), Ford Mustang GT350 (1967), Iveco DAILY (2007), Lamborghini Gallardo (2003), Marcopolo Torino GV (1994) Sim, ele desenhou o Torino GV.

 Giorgio Giugiaro contribuiu muito para que os veículos do programa GPRT, fortemente marcado pelo sistema modular, tivessem uma caracterização individual. O produto mais ousado era o caminhão T, com motor externo. Porém, o mais impressionante foi o nível de conforto oferecido ao motorista pelo programa GPTR. A porta da cabine tinha uma abertura de 90°, o painel de instrumentos era inteiramente novo e a direção podia ser ajustada em altura e ângulo. O motor ocupava menos espaço, o controle da caixa de câmbio ficava mais próximo do motorista e o filtro
de ar era padrão.


 Se formos olhar o programa no qual a série 2 foi feito, mais com quem ele foi feito, vemos que a série 2 foi um caminhão muito bem desenhado e projetado, porém recebeu melhorias ao longo dos tempos. 


Revista do modelo série 2 e as opções de cabines.

  Lançando em 1988, a série 3 não tinha grandes diferenças visuais para a série 2. Em 1988, Aldo Sessano fez uma revisão do desenho interior da cabina. O painel de instrumentos, que seguia uma linha curva, com relação ao motorista, foi padronizado, em todo o setor. Além do novo interior, a série 3 recebeu a marcante e celebre cabine Topline e em 1989 recebeu o prêmio International Truck Of The Year.


Cabine Topline série 3. 


 







O novo interior e cabine, logo fez sucesso, porém em 1991 (ano que eu nasci) a Scania comemorava muito mais do que seus 100 anos, ela apresentava ao mundo a série Streamline. Esse modelo reduzindo 0,5 o coeficiente de resistência à velocidade (Cd). A redução de consumo de combustível foi de 4 a 5%, ou de 2 a 3 litros por 100 km. Isso significa que um veículo que percorre anualmente 120.000 km, pode economizar entre 2.400 e 3.600 litros. Além disso a Streamline recebeu um “pequeno” motor de 500 cavalos, potência que até hoje e comercializada em alguns mercados. O Streamline começou a escrever a sua história, caminhão mais potente do mundo em sua época e para fechar com chave de ouro, uma edição limitada a 100 unidades e apresentada a Centurion, que comemorava os 100 anos da Scania.


Série especial Centurion


 É assim, a série 3 foi ganhando mais fama, donos até 1995, quando entrou em cena a série 4. Mas afinal, porque a série 3 foi eleito o melhor caminhão de todos os tempos? Bom, o seu sucesso se deve a vários fatores, mas em especial ao programa GPRT que criou um grande caminhão, a série 2 é a série 3 era tudo o que a série 2 tinha a oferecer só que com mais tecnologia, requintes, em resumo, se você viveu na época da série 2 e teve a sorte de trocar por uma série 3, com certeza a cada curva, a cada quilômetro que você andava você pensava: Como eles conseguiram fazer um caminhão tão incrível como esse?. É simples, confortável e tem uma mecânica que até hoje da inveja.


 É claro que existem vários outros elementos que podem dizer o porque dessa escolha feita pela revista Commercial Motor, mas pense que a série 3 foi apenas uma evolução, de algo que era bom para melhor.  


Tecnologia do Blogger.