About Me


Soluções a gás da Scania avançam pela América Latina

Scania R410 4x2. Primeiro modelo a GNC na Argentina. Divulgação Scania

Brasil segue a frente em vendas de veículos a gás  

 A montadora de caminhões Scania, que tem como objetivo ser líder na transição para um sistema de transporte mais sustentável, tem conseguido honrar tal objetivo ao ver não apenas os modelos a diesel cada vez mais econômico e consequentemente menos poluente, mas também avança nas vendas de modelos a GNV/GNC em seus mercados na América Latina. 

 Com o lançamento da nova geração de caminhões no Brasil em 2018, a montadora já havia apresentado um modelo a gás, porém o modelo ainda estava em estudos e testes. 




 Um ano após a apresentação da nova geração montadora levou para a Fenatran, principal feira do setor no Brasil, dois modelos a gás, sendo um a GNC e outro a GNL, ambos foram vendidos durante a feira. Em 2020, a montadora anunciou a entrega de modelos a gás, para as Empresas RN Express e Jomed Log, onde cada uma adquiriu 2 unidades do R410. Como destaque, a PepsiCo fez a compra de 18 modelos a gás, sendo 10 unidades do modelo G 340 4x2 e 8 do modelo R410 6x2.  

Scania R410 entregue a PepsiCo. Divulgação Scania Brasil


 Na Argentina, a Scania anunciou neste mês de agosto a entrega de sua primeira unidade das cinco a gás adquiridas pela transportadora QBox SA. David Canteros, presidente da Qbox SA comenta: “Temos a convicção de que o planeta exige medidas imediatas. É nossa responsabilidade contribuir com o cuidado com o meio ambiente e temos orgulho de ser os pioneiros dessa nova tecnologia nunca antes vista em nosso país. Queremos agradecer à Scania. Estamos muito felizes por fazer parte desta grande aliança, que pensa nas próximas gerações”. 

 No Peru, mercado onde a montadora está atuando há quase 70 anos, a montadora vem avançando nas vendas de modelo a GNC. Neste mês de agosto, a Scania realizou a entrega de 2 G410 a GNC para a Transportes Manrique, no qual não era um cliente tradicional Scania, mas realizou a sua primeira compra de veículos da marca e investiu na tecnologia a GNC.  



 Outro mercado no qual a Scania tem crescido com a nova geração de caminhões, (NTG) é o México, onde a montadora realizou a entrega de uma unidade do R410 6x2 GNC para a ASO Alimentos.  


Caminhões a gás Scania, mitos x fatos 

 Com o avanço das vendas dos modelos a gás, é normal aparecerem duvidas e mitos sobre os modelos e até mesmo algumas fakeNews espalhadas em redes socias. Vamos listar as mais comuns a seguir:  

Mito - O Motor é um motor diesel convertido!  

Fato - Não. Os caminhões a gás da Scania são desenvolvidos e concebidos para o gás, ou seja, nascem para esse propósito, com isso não há perca de potência, e o motor a gás Scania tem o torque bem próximo de um motor a Diesel.  


Curiosidade: O motor a Gás da Scania comercializado no Brasil já é um Euro6, norma que deve entrar em vigor em janeiro de 2023.  

Mito - O Caminhão a gás é fraco!  

Fato - Como explicamos acima, pelo fato de ser projetado para o gás, ele não é fraco, e apresenta torque semelhante a versão a diesel.  

Mito - Isso é uma bomba sobre rodas! 

Fato - Muitas pessoas acreditam que os caminhões a gás são bombas sobre rodas, isso se deve a incidentes ocorridos em carros convertidos de gasolina ou álcool para gás, e as vezes a conversão não é feita de forma nada segura. Ao contrário do que se pensa, caminhões a gás não são “bombas sobre rodas”. O gás pode causar explosão se expandir muito rapidamente dentro de um confinamento, mas para que isso não ocorra, todos os cilindros que equipam os modelos da Scania, são equipados com válvulas de segurança para detectar anomalias na vazão, temperatura e pressão, e nesse caso liberar o gás e evitar explosão. No caso de colisão e possível rompimento do cilindro (o que é realmente muito difícil de ocorrer), o gás será liberado e não haverá explosão. Se fosse um caminhão a diesel, o combustível escorreria e ficaria no chão, podendo se incendiar, o que nunca ocorrerá com o gás. Em muitos anos de experiência na Europa não há relatos de explosões por conta do sistema de gás. Resumindo, o caminhão a gás é pelo menos tão seguro quanto o diesel, senão até mais. 

Válvulas de segurança são implementadas aos tanques, garantindo maior segurança na operação. Divulgação Scania

 Outro fato interesse, é que os cilindros são feitos de material usados em ogivas de mísseis, que garante máxima robustez e durabilidade, mesmo para o segmento OFF Road.  

Texto de Érico Rafael Pimenta 
Editor-Chefe do Midia Truck Brasil com informações de Scania Brasil, Scania México, Scania Argentina, Scania Peru e Jornada Scania  


Postar um comentário

0 Comentários