Cabeçalho

Type Here to Get Search Results !

A VOZ DELAS

Mercado rental representa 47% das vendas da New Holland Construction em 2022

Retroescavadeira B95B mostra a toda a versatilidade da marca. Divulgação: New Holland

Números da marca acompanham o crescimento do segmento e as previsões são otimistas, segundo entidade do setor

 A construção civil vive um momento de retomada em 2022, que deve continuar para o ano que vem. O aluguel de máquinas (rental) para construção tem sido mais uma alternativa para atender à demanda crescente, já que disponibiliza equipamentos mais modernos e pode proporcionar um melhor custo-benefício aos clientes.

 Em 2022, as vendas para o setor de locação na New Holland Construction representaram cerca de 47% do volume de negócios realizados até setembro. No ano passado, esse volume alcançou 45% e, em 2020, foi de 39%. “A expectativa da marca é seguir esse ritmo nas vendas até o final do ano. Um dos grandes responsáveis por esse crescimento é o setor da construção civil, devido aos novos lançamentos imobiliários e a retomada de obras públicas. Outros setores como o da mineração, agronegócio, os novos investimentos em energia eólica e solar e, sobretudo, a infraestrutura com contratos de longo prazo com as concessões que foram realizadas no país também favoreceram este cenário. Com isso, alguns serviços que envolvem máquinas da linha amarela, englobando equipamentos de grande e menor porte, voltados para execução de terraplanagem, foram beneficiados também”, informa o gerente Comercial Brasil da New Holland Construction, Marcelino Baião.



VEJA MAIS:

 O Brasil possui cerca de 30 mil locadoras de equipamentos e a modalidade rental representa, no mercado brasileiro, aproximadamente 30% do volume da comercialização de máquinas da linha amarela no acumulado até agosto, segundo informações da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração. O faturamento do setor chega a alcançar R$ 25 bilhões anuais, tornando-o um dos mais relevantes da construção.

 Para o vice-presidente da entidade, Eurimilson João Daniel, o Brasil teve um crescimento de 50% neste segmento se comparado à média dos últimos 20 anos. “O segmento de locação vem subindo gradativamente, o primeiro ponto é devido a uma mudança cultural, que já está consolidada em economias estáveis como nos EUA, Japão, Canadá e na Europa, em que cerca de 60% do que é comercializado vai para o mercado rental. Outro ponto importante desse mercado é a visão de um setor com rentabilidade que está atraindo investidores. Há várias empresas recebendo aporte financeiro, investindo forte e ajudando a criar um mercado mais estabilizado. Esses pontos demonstram que o Brasil tem muito potencial para crescer”, destaca.

 Hilário Sena, presidente de Apelmat/Selemat (Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem e Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos e Máquinas de Terraplenagem do Estado de São Paulo) diz que apesar da oferta de equipamentos ser menor que a demanda este ano, ainda em decorrência da pandemia, e os valores da locação de equipamentos da linha amarela se manterem no patamar de 2021, o cenário do rental aqueceu. “O setor está bastante competitivo. Tivemos grandes fusões de empresas, investimentos, modernização das frotas. Por estarmos em período eleitoral fica difícil fazer uma projeção, o resultado afetará diretamente na continuidade das obras, quanto mais no lançamento de novas”, afirma.



 Atenta às necessidades dos seus clientes, a New Holland Construction oferece uma gama de produtos que vai desde as máquinas compactas, como as minicarregadeiras, a pás carregadeiras, escavadeiras hidráulicas, tratores de esteira e retroescavadeiras. A marca também tem apostado em novidades e fez dois lançamentos importantes esse ano: o rolo compactador V110PD, que chegou ao mercado junho com o objetivo de ingressar a marca no segmento de compactadores no Brasil; e a nova série EVO das motoniveladoras, que passou por evoluções baseadas nas experiências dos clientes.

 Em agosto, a New Holland Construction anunciou também o pré-lançamento da retroescavadeira B80C, que conta com a cabine renovada, oferecendo mais espaço, conforto e segurança ao operador. O equipamento se diferencia pela sua ótima relação custo-benefício, além de proporcionar grande força de escavação, excelente capacidade de carga e economia de combustível. A comercialização do modelo está prevista para o início de 2023.

 “Temos ouvido nossos clientes e apresentado para o mercado produtos cada vez mais tecnológicos e versáteis, com baixos custos de manutenção, que podem ser utilizados em diversos segmentos como construção civil, incluindo o rental, infraestrutura, mineração, até mesmo a agricultura. A busca por máquinas locadas atende a uma demanda que necessita sempre de equipamentos modernos que geram mais produtividade e economia ao cliente. Os empresários deste segmento sabem que podem contar sempre com a New Holland Construction”, diz Giovanni Borgonovo, gerente de Marketing da marca.


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

FPT Industrial