Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Style6[OneLeft]

Style6[OneRight]

Inscrições para ganhar caminhão Scania vão até dia 31 de agosto



 Competição que procura o Melhor Motorista de Caminhão da América Latina valoriza a profissão, a importância do treinamento e a segurança nas estradas

 Quem deseja ser o Melhor Motorista de Caminhão da América Latina e ainda ganhar um Scania Streamline Highline R 440 6x2 zero km tem até o dia 31 de agosto para fazer a inscrição da competição Scania Driver Competitions (SDC).

 Vale a pena reforçar que para estar apto a concorrer, o interessado deve fazer inscrição e as provas das fases um e dois até o dia 31 de agosto.


 A única forma de se inscrever é pela internet, pelo site www.scaniasdc.com.br ou por aplicativo. Só podem participar profissionais com carteira de habilitação categoria E. Depois de o cadastro ser efetivado, o motorista será avaliado em duas fases online.

 Caso passe, a terceira fase será realizada em setembro e outubro e ele fará a prova na concessionária Scania escolhida na inscrição. Os 60 melhores disputam as semifinais e a final de 8 a 10 de novembro. Os três primeiros da final brasileira estarão credenciados para a final América Latina com os três melhores motoristas de caminhão da Argentina, do Chile e do Peru. Esses 12 profissionais duelam no Brasil, nos dias 26 e 27 de novembro. O prêmio máximo será o caminhão.




Dinâmica do SDC 2016

 A primeira fase de testes será em uma simulação de direção em viagem completa, da carga à descarga. A participação pode ser pelo site ou por aplicativo. Pelo programa, o candidato percorrerá uma estrada acompanhado por um motorista virtual chamado Pedro. Durante o trajeto, o concorrente terá de responder a 20 questões de múltipla escolha, que valem 1 ponto cada. Para ser aprovado ele precisará de no mínimo 12 pontos.

 Na segunda fase, o profissional será novamente testado em avaliação teórica online pelo site ou por aplicativo. Mais 20 questões de múltipla escolha, que valem 1 ponto cada. Para ser aprovado para a fase 3, o inscrito deverá estar dentro de dois requisitos: primeiro, ficar entre os melhores das fases 1 e 2; segundo, precisa escolher uma Casa Scania, dentro de uma lista já definida, para fazer a prova teórica presencial, e sua nota deverá ser suficiente dentro do ranking dos melhores daquela região da concessionária. Ou seja, quanto maior sua pontuação nas duas primeiras fases, mais chance terá de fazer a prova na Casa Scania que preferir. A fase três compõe as finais regionais com quatro horas de treinamento. Elas terão prova teórica e de checklist (na qual o competidor precisa checar todos os itens do caminhão necessários antes de ser iniciada uma viagem). Nessa etapa, serão selecionados os 60 melhores motoristas.

 Haverá dois períodos de provas (16, 17 e 18 de setembro e 7, 8 e 9 de outubro). Em cada divisão, serão dez etapas ocorrendo simultaneamente em dez cidades diferentes. Em setembro, as cidades escolhidas são: São José dos Pinhais (PR), Caxias do Sul (RS), Concórdia (SC), Guarulhos (SP), Jaboatão dos Guararapes (PE), Maringá (PR), Sumaré (SP), Rondonópolis (MT), Eldorado do Sul (RS) e Aparecida de Goiânia (GO).

 E em outubro: São Luís (MA), Tubarão (SC), Governador Valadares (MG), Rio de Janeiro, São José do Rio Preto (SP), Contagem (MG), Joinville (SC), Feira de Santana (BA), Ji-Paraná (RO) e Viana (ES). Serão feitas avaliações em três dias de competição (sexta, sábado e domingo). Na fase 3 serão 20 competidores por dia, e só um vencedor. Ao fim dessas 20 etapas em 20 locais diferentes, com três motoristas vencedores por cidade, chegaremos ao total de 60 campeões.

 Os 60 melhores da fase 3 ganharão um curso presencial “Programa Caminhão Escola Avançado” de 40 horas, ministrado pela Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte (Fabet) ou pelo Centro de Treinamento de Motoristas da Região Nordeste do Rio Grande do Sul (Centronor).

 Os 60 mais bem colocados da terceira fase estarão classificados para a semifinal nacional. Depois de provas teóricas, de checklist, de percurso e de manobras, restarão os 27 melhores, que no dia seguinte fazem a final nacional. As provas eliminatórias serão de manobras e habilidades ao volante numa corrida contra o tempo. Consagraremos o campeão nacional, mas o segundo e o terceiro também disputarão a inédita final latino-americana. Os 27 melhores da semifinal ganharão um curso presencial “Master Driver Scania” de 40 horas.


 O vencedor da final brasileira também receberá um prêmio no valor de R$ 40.000. O segundo colocado ganha R$ 20.000, e o terceiro, R$ 10.000. Os três podem usar o montante para compras em rede conveniada e ainda levam para casa um kit de produtos Ipiranga.


Volvo participa do Movimento Paulistano do Veículo Híbrido e Elétrico



 A Volvo participa neste sábado, 27 de agosto, da 1ª edição do Movimento Paulistano do Veículo Híbrido e Elétrico com o ônibus híbrido da marca. O movimento é promovido pela ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico) para estimular o mercado de veículos com baixa emissão de poluentes, com foco em um futuro mais limpo e sustentável.


 O ônibus híbrido da Volvo consome até 35% menos combustível e, consequentemente, emite 35% menos gás carbônico. Além disso, o veículo emite 50% menos material particulado (fumaça) e NOx (óxidos nocivos à saúde), em relação aos ônibus com tecnologia Euro 5. Outra vantagem é que carrega a mesma quantidade de passageiros que um ônibus similar movido a diesel, graças à sua bateria, que pesa apenas 200 kg.



 Essas duas características relacionadas, consumo e capacidade de passageiros, garantem ao híbrido um custo total, considerando valor de aquisição e custo operacional, equivalente ao de um veículo a diesel.

 A venda dos híbridos da marca é feita por meio de um modelo de negócios em que a bateria do motor elétrico não é vendida. A Volvo assina com o cliente um contrato de em que cobre qualquer reparo e trocas da bateria até o final da vida útil do veículo, que inclui ainda a manutenção plena do veículo feita por mecânicos especializados, propiciando aos operadores todo suporte e disponibilidade do veículo a um custo fixo por quilômetro rodado.

 “Para a Volvo, a eletromobilidade é já é uma realidade. Somos líderes mundiais em veículos com baixas ou zero emissões de poluentes, com mais de dois mil híbridos circulando em cidades de todo o mundo”, destaca Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Bus Latin America.


 Os híbridos da marca circulam em 21 países, em cidades como Londres, Edimburgo, Viena, Estolcomo, Gotemburgo, Bogotá e Curitiba.  Bogotá é a segunda cidade do mundo com maior número de híbridos em circulação, com 350 unidades, atrás de Londres, com mais de 450 unidades.   Em São Paulo, há uma unidade doble deck circulando na Linha Turismo da cidade, e outras duas unidades com operadores do sistema, com acompanhamento da SPTrans, que já validou o produto. 

Via Volvo


Scania copiou a DAF? Entenda o caso.



 Várias pessoas comentaram nas redes sociais que a Scania teria copiado a DAF em sua nova geração de caminhões, mas será que é verdade?

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

  A nova geração de caminhões da Scania foi apresentada no último dia 23 deste mês, é claro, alguns logo de cara gostaram muito do visual da nova geração, outros nem tanto e alguns simplesmente usaram palavras de baixo calão para simplesmente falar que não gostaram do novo modelo.  

 Mas uma crítica/comentário que eu li muito e que a Scania copiou a DAF ao usar as lanternas no alto do teto. Com vários comentários falando o mesmo, a pergunta que surge é: A Scania copiou a DAF?

A resposta é não, e vamos explicar bem essa questão, então o texto pode ficar longo. 



 Para começar, temos que voltar aos anos 2000`s, sim a 16 anos atrás. Sabemos que muitos de vocês, que hoje são os nossos fieis leitores não tinham nascido nessa época, então vocês vão descobrir algumas coisas interessantes sobre a Scania.

 Em 2002, a Scania levou até a 59º edição do IAA (Internationale Automobil-Ausstellung) vários lançamentos, entre eles o conceito STAX, e esse conceito e que começa a nós mostrar que a Scania não copiou a DAF como muitos comentam. 


 Um dos fatos principais para nós entendermos a questão, é que a nova geração de caminhões Scania tem muitos traços herdados do STAX.


Primeiro o teto: 















 Como podem notar, no teto do STAX, existem os pares de luzes, além disso, até o meio teto ser rebaixado pode se encontrar nas novas cabines Scania, até aqui e apenas um ponto que prova que a Scania não copiou a DAF, mas ainda existem outros pontos.

 Na verdade, a nova Scania tem outra linha “herdada” do STAX, que e a janela com uma linha mais “quebrada”, veja a foto abaixo com o comparativo.  




Mas a Scania nunca tinha usado farol assim, então ainda é cópia.

 Bom isso pode até ser verdade, mas se olhamos a linha do tempo, vemos que antes o “farol do teto” sempre existiu, mas ficava no visor. Vamos entender, mas para isso vamos voltar para o ano de 1995.




 Em 1995 a Scania saia da emblemática e mítica série 3 para entrar na série 4. Em seu lançamento, a série 4 era um caminhão totalmente novo. Nova cabine, interior aprimorado, novos motores, novo motor V8, motores HPI entre várias novidades, entre elas, um opcional, no qual colocava dois faróis auxiliares no visor, veja abaixo. 



 Se notarem bem a foto, verão que a Scania tinha os faróis no visor, e além disso, onde fica o nome Scania era diferente a peça que ficava ali.

 Esse opcional se deu até a linha Streamline, (atual linha), o problema e que no Brasil isso não é oferecido, e até mesmo para a DAF ter na sua linha do Brasil foi feito um sistema diferente da Europa, onde que aqui no Brasil, esses faróis desligam quando se liga o farol alto normal.

 De forma geral, a Scania já usava o farol de teto, mas ficava no visor. A DAF adotou o uso em meados de 2006 com o lançamento da série 105 (atual linha vendida no Brasil). Não dá para afirmar que foi uma cópia, já que a Scania em 1995 introduziu, no visor, o farol como opcional, e em 2002 mostrou o conceito STAX, no qual a nova geração “herdou” linhas dela.

 Vale lembrar que até mesmo a nova geração de caminhões da Volvo tem faróis no teto como opcional e também já tinha na série passada.




DAF Somafertil renova frota de clientes com 20 caminhões



 Transportadoras satisfeitas com veículos DAF fazem a segunda compra

 A concessionária Somafertil, pertencente a rede da DAF Caminhões no Brasil, uma das marcas líderes no mercado europeu e subsidiária da PACCAR Inc, está renovando a frota de duas transportadoras que já eram clientes da marca, a Transzilli e a Trasmasut. Ambas já possuíam unidades do XF105 na frota.

 A Transzilli, empresa de transportes, armazenagem, distribuição e repaletização de produtos secos, refrigerados e congelados, já estava com 13 unidades do XF105 na frota e agora recebe mais 10. Os novos extrapesados são na versão 6x2, com motor 460 cv e a cabine Space Cab.



 Todas as unidades já foram entregues para a Transzilli e serão utilizadas na logística e distribuição de carga congelada com carreta frigorífica. Os caminhões foram personalizados com a cor verde, seguindo a identidade visual da Transzilli.

 A Transmasut, maior transportadora de combustível de Goiás e uma das maiores do Brasil, adquiriu 10 unidades do XF105 na configuração 6x4, com motorização de 510 cv e a cabine Space Cab. Todas as unidades foram já foram entregues e serão usadas pela Transmasut em operação rodotrem com implemento tanque.


 A marca iniciou com a DAF com duas unidades do XF105, sendo uma de 460 cv e a outra de 510 cv, ambas na versão 6x4. Após testar e aprovar a operação dos veículos, a transportadora optou por ampliar a frota de caminhões DAF.



“O relacionamento com as duas transportadoras foi ótimo desde a primeira compra até as novas aquisições. Ambas testaram e comprovaram a qualidade do produto DAF e do atendimento pós-venda oferecido pela Somafertil. Os clientes não tiveram nenhum problema e, por isso, efetivaram a segunda compra”, afirma Danilo Ferreira, Gerente Comercial da Somafertil Caminhões.

Via DAF

Aplicativo Frota+ e Daily Elevittá são destaques da Iveco Bus em seminário sobre transporte



 Após a Iveco Bus apresentar para a imprensa o Daily Elevittá, veículo com um sistema de acessibilidade único no mercado, chegou a hora de representantes do setor de transporte de passageiros de todo o Brasil conhecerem a novidade. O modelo será exposto durante o Seminário Nacional NTU 2016, realizado pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, entre os dias 23 e 24 de agosto, em Brasília (DF). O evento marca o lançamento do aplicativo Frota+, desenvolvido pela montadora para aprimorar a gestão das frotas de operadores do segmento.

 Para Gustavo Serizawa, gerente de marketing de produto da Iveco Bus para a América Latina, o encontro é uma ótima oportunidade para a marca estar perto dos clientes e prospectar novos negócios. "Além do contato próximo com nossos parceiros, mostraremos ao mercado as soluções que a Iveco Bus tem em seu portfólio para o transporte de passageiros." 



 Destaque ainda para o Frota+, aplicativo que facilita o controle da frota de veículos e, com isso, aumenta a rentabilidade da operação. "A Iveco Bus se preocupa também em oferecer soluções que auxiliem o cliente no dia a dia. Desenvolvemos uma ferramenta que permite ao empresário controlar o custo operacional, as manutenções dos ônibus e a gestão da frota, com agilidade e precisão", destaca Daniel Moreira, coordenador de pós-venda da Iveco Bus. O aplicativo está disponível para o download na loja Google Play.
 O evento conta com palestras e workshops sobre transporte público, tecnologia, gestão de frotas, dentre outros temas. A programação completa está nesse link.

Frota+

 Praticidade, mobilidade e controle é o que o aplicativo oferece ao operador do segmento do transporte de passageiros. Em alguns cliques, o Frota+ reúne uma série de vantagens que ajudam o frotista a controlar os custos operacionais da empresa. No quesito manutenção, seja preventiva ou corretiva, a ferramenta monitora o consumo de combustível e os quilômetros rodados com o veículo. Já na gestão de recursos, os gráficos detalhados sobre faturamento e comparativos facilitam a organização financeira. O Frota+ proporciona versatilidade e eficácia para o empresário, seja no controle dos dados de um ônibus Iveco Bus ou de outra montadora. 



Daily Ellevittá

 Desenvolvido e fabricado no complexo industrial da Iveco, em Sete Lagoas (MG), sob a plataforma do consagrado Iveco Daily 50C17, o modelo foi projetado para oferecer ao passageiro com mobilidade reduzida as mesmas condições que os outros ocupantes desfrutam a bordo do veículo.

 Conforto, segurança e acessibilidade foram as bases do projeto que culminou no nascimento do Daily Elevittá. O dispositivo de poltrona móvel, desenvolvido especialmente para a linha Daily pela empresa Elevittá, posiciona a poltrona do lado de fora do veículo, o que permite ao passageiro embarcar e desembarcar sentado no seu assento.

 O Daily Elevittá é a primeira van do Brasil a contemplar 18 lugares com até três cadeirantes, mais o motorista. Se o bem-estar dos ocupantes está garantido no modelo, o transportador também acumula benefícios ao adquirir o Daily Elevittá.

 Potente e econômico, o motor F1C da FPT Industrial foi escolhido para equipar o Daily Elevittá. Presente em toda a linha Daily, além dos micro-ônibus baseados no chassi 70C17, o propulsor 3.0 16V tem quatro cilindros em linha, turbo de duplo estágio, injeção eletrônica do tipo Common Rail e desenvolve 170 cv de potência máxima a 3.500 rpm e está disponível com duas variações de torque máximo: 400 Nm a 1.250 rpm e 450 Nm a 1.400 rpm, este último nos micro-ônibus.

 A motorização conta ainda com a tecnologia EGR, que reduz a emissão de NOx (Óxidos de Nitrogênio) por meio da recirculação de gases de escape e que dispensa o uso do agente Arla 32 no catalisador. O F1C garante a melhor performance do veículo aliada aos menores custos de manutenção e ao baixo consumo de combustível, tornando-se ideal para aplicações urbanas e intermunicipais.

 Com alto padrão de acabamento, os veículos possuem itens de série como ar-condicionado duplo para motorista e passageiros, computador de bordo, piloto automático, ABS (sistema antibloqueio de freios) + EBD (distribuição eletrônica de frenagem); CD player/MP3 com alto-falantes, airbag duplo frontal, trio elétrico e teto alto.

 Leis de acessibilidade do transporte de passageiros, para a categoria M2 (veículos para o transporte de passageiros com mais de oito lugares, além do condutor, com Peso Bruto Total inferior ou igual a cinco toneladas), seja escolar, urbano ou fretamento, sinalizam que até 2018, todos os veículos que realizam o transporte público de passageiros deverão proporcionar acesso a pessoas com mobilidade reduzida (cadeirantes, obesos, idosos, entre outros). 

Via Iveco

Nova Scania contará com motor de 500 cavalos de 6 cilindros em linha.



 A nova geração de caminhões Scania trouxe várias novidades referente ao design, conforto e trem de força, entre elas o motor de 500 cavalos de 13 litros em linha (Euro6).

Texto de Érico Pimenta. Editor-Chefe do Midia Truck Brasil.

  Apresentado no dia 23 de agosto, a nova geração de caminhões da montadora sueca Scania já está dando o que falar, e quanto mais se ler sobre ela nos portais de notícias pelo mundo, vemos que o modelo está repleto de novidades e tecnologia. 



 Uma das novidades para a nova linha é o novo motor de 13 litros em linha de 500 cavalos; potência que pode chamar bastante atenção, já que antigamente, para ter um equipamento Scania com uma cavalaria superior a 500 cavalos, você teria que optar por um motor V8, até agora.

 O novo motor de 13 litros conta com 6 cilindros em linha é utiliza exclusivamente o SCR para o tratamento posterior dos gases de escape, a fim de cumprir com a norma Euro6.

 "Os nossos motores em linha de 13 litros funcionam maravilhosamente, bastando apenas o SCR e um robusto turbo compressor com uma geometria fixa”, afirma Björn Westman, responsável pelo desenvolvimento de motores da Scania. "Graças a esta incorporação oferecemos, do ponto de vista da energia, um conceito que atrai um grande número de clientes numa ampla Variedade de aplicações".


Nova geração de caminhões Scania conta com basculamento da cabine por controle.
















 Entre as alterações introduzidas conta-se uma renovação da câmara de combustão e novos injetores, que conseguem uma economia de 0,2-0,5%. Por outro lado, a temperatura de funcionamento, geralmente superior, e o controle da temperatura do óleo através de um termostato, contribuem para que a poupança seja ainda maior, a par do facto de os ventiladores de refrigeração (que em alguns casos têm um diâmetro maior) agora serem acionados diretamente, sem uma mudança de velocidades de elevado consumo energético. Isto pode contribuir para obter uma economia de até 1%, já que o óleo se mantém a uma temperatura ótima, inclusive com baixa demanda de potência e temperaturas exteriores baixas.



"Além das alterações no motor, os clientes podem esperar outras poupanças adicionais", afirma Björn Fahlström, vice-presidente de gestão de produto da Scania Trucks. "Deu-se muita atenção a aspetos como a aerodinâmica e o controle de motor inteligente. Em comparação com o Scania Streamline, os nossos camiões de longo curso extremamente eficazes com motores Euro 6, a redução ronda os 5%, sendo o resto igual. Para um camião de longo curso característico, que faz 150.000 km por ano, isto significa uma redução de 2000 litros de diesel e custos de combustível consideravelmente mais baixos".

Confira como ficará os novos motores. 






 A nova geração de caminhões será oferecida junto com a atual (Streamline). Quanto ao Brasil o modelo ainda não tem uma data para ser lançada, porém, vale lembrar que alguns modelos rodavam em testes por aqui. Talvez isso indique que podemos sonhar com o modelo aqui no Brasil ainda em 2016. 




Top