About Me


Caminhão elétrico VW e-Delivery supera 30 mil quilômetros em testes em parceria com a Ambev


Em cerca de dois anos de testes, mais de 22 toneladas de CO² deixaram de ser emitidas na atmosfera e, até agora, o e-Delivery deixou de consumir mais de 6.500 litros de diesel; 

 Caminhão elétrico é recarregado com 100% de energia elétrica proveniente de fontes limpas, e 43% de sua energia provém do próprio sistema regenerativo de freios do veículo; 

 Rotina do e-Delivery teve que ser modificada em tempos de pandemia: veículo foi chamado para reforçar as entregas nos supermercados da capital paulista; 

 e-Delivery também foi convocado para as ações de combate à Covid-19, como a doação de 1 milhão de litros de álcool em gel feita a hospital públicos em São Paulo. 




 A VW Caminhões e Ônibus e a Cervejaria Ambev mantêm o compromisso com a distribuição sustentável. Além de assinar um termo de cooperação global para o desenvolvimento de um modelo de negócio de mobilidade elétrica, as duas trabalham em conjunto na operação do caminhão elétrico e-Delivery, que acaba de superar a marca de 30 mil quilômetros rodados em testes de engenharia e na distribuição em condições reais na cidade de São Paulo, entregando bebidas de marcas como Skol, Brahma, Antarctica e água AMA. 

 Os testes começaram há cerca de dois anos, após a Cervejaria Ambev anunciar que terá mais de 1/3 da frota parceira composta por pelo menos 1.600 caminhões Volkswagen elétricos até 2023, maior anúncio do tipo no mundo. Desde então, mais de 22 toneladas de CO² deixaram de ser emitidas na atmosfera e, até agora, o e-Delivery deixou de consumir mais de 6.500 litros de diesel. Além disso, o caminhão elétrico é recarregado com 100% de energia elétrica proveniente de fontes limpas, como eólica e solar, 43% de sua energia provém do próprio sistema regenerativo de freios do veículo. 

 “A pandemia mundial de Covid-19 impôs muitos desafios a toda sociedade, o que promoveu ajustes de rota. E mesmo assim, mantivemos nosso compromisso com a inovação e avanços para a mobilidade sustentável, tema que continua prioritário na VW Caminhões e Ônibus”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus. 

 Com a restrição de funcionamento de bares e restaurantes e, por outro lado, a maior demanda de abastecimento nos supermercados, a rotina do caminhão elétrico e-Delivery também teve que ser modificada em tempos de Covid-19. Por isso, o veículo foi chamado para reforçar as entregas de bebidas da Ambev, dentre elas a água AMA, além de sucos, refrigerantes e outros, nos supermercados da capital paulista. 

 A rota, que antes compreendia apenas as viagens diárias entre a região central e sul da cidade, agora varia conforme a demanda do dia. O caminhão carregado deixa o Centro de Distribuição da empresa, na Mooca, e visita diferentes regiões da cidade.  

 Nesse período, o e-Delivery também foi convocado para as ações de combate à Covid-19. Por exemplo, para a doação de 1 milhão de litros de álcool em gel feita a hospital públicos. Em São Paulo, o veículo participou da força-tarefa das entregas. 

 Anderson Campos, motorista do caminhão elétrico, conta que o veículo desperta curiosidade nos novos pontos de entrega. “As pessoas estão vendo o e-Delivery de perto pela primeira vez, então ficam surpresas com o fato de ele ser diferente e não fazer barulho. Os clientes dos bares e restaurantes já estavam acostumados”, conta Anderson, que realiza as entregas seguindo todos os padrões recomendados pelas autoridades de saúde. 

 “Os resultados têm sido bastante positivos. Além dos resultados para o meio ambiente o veículo também apresenta baixo índice de manutenção e, consequentemente, alta disponibilidade, algo que sem dúvida contou pontos em tempos tão desafiadores e em que a distribuição urbana teve destaque em demanda e importância vital”, comenta Daniel Sgarbi, Diretor de Sustentabilidade e Suprimentos da Ambev. 

 O objetivo das empresas é somar forças para viabilizar a utilização da propulsão elétrica na distribuição urbana de produtos e criar um benchmarking em sustentabilidade para o mercado logístico global, contemplando a operação do caminhão VW e-Delivery e seu abastecimento por meio de fontes de energia sustentáveis.  

 Prova disso é a instalação de painéis solares em um dos maiores Centros de Distribuição da Ambev, localizado na edificação histórica da Mooca, na zona Leste de São Paulo, local que abrigou a primeira cervejaria da empresa no Brasil.  

 Além disso, a Cervejaria Ambev está inaugurando mais de 30 usinas solares em todo o Brasil, que vão produzir eletricidade o suficiente para abastecer 100% dos 94 centros de distribuição da companhia pelo país. Assim, 100% dos caminhões elétricos que prestarem serviço para a Cervejaria Ambev serão alimentados por energia renovável quando a frota estiver completa. 

e-Delivery e Ambev 

 O e-Delivery é o primeiro caminhão leve 100% elétrico da América Latina com zero emissão de CO2, NOX e material particulado. A solução está alinhada à política de desenvolvimento e promoção de tecnologias limpas do Grupo TRATON, do qual a VW Caminhões e Ônibus faz parte, e da Cervejaria Ambev. 

 Desenvolvido no Brasil, o e-Delivery traz soluções de última geração para logística verde, como sistemas inteligentes para ajustar a demanda da bateria conforme a operação e para recuperar a energia da frenagem. Os caminhões podem chegar a uma autonomia de até 200 quilômetros, de acordo com a aplicação e a configuração do veículo. O nível de ruído é extremamente baixo quando comparado aos modelos tradicionais, melhorando o conforto do motorista e seus ajudantes na operação. 

 Com a parceria entre Cervejaria Ambev e Volkswagen, 1.600 caminhões VW elétricos serão utilizados na distribuição de bebidas até 2023. Isso significa que mais de 1/3 da frota que atende a cervejaria será composta por veículos movidos a energia limpa, deixando de emitir mais de 30,4 mil toneladas de carbono em sua cadeia logística por ano. 

 A parceria é um marco na história das duas empresas. O trabalho em conjunto representa um passo importante em direção a um futuro cada vez menos dependente de combustíveis fósseis 


Postar um comentário

0 Comentários