PubliRandon

Iveco no Dakar 2023: Tempestade no deserto marca a terceira etapa

Iveco Powerstar #511. Foto MM Photography

Pilotos da De Rooy param seus caminhões para ajudar outros pilotos

 A terceira etapa do Dakar trouxe mais surpresas para o pilotos de todas as categorias, isso porque literalmente uma tempestade aconteceu durante a terceira etapa no qual fez com que os helicópteros de salvamento e acompanhamento não pudessem voar, com isso a mesma teve que ser paralisada.

 Se não bastasse isso, diversos pilotos tiveram problemas mecânicos sérios além de pequenos acidentes que também  marcaram a etapa.



VEJA MAIS:


 Os pilotos da De Rooy também tiveram alguns problemas durante a etapa, principalmente com a chuva, entretanto, mesmo assim conseguiram fechar o terceiro estágio com bons tempos. 

 O melhor colocado nesta terceira etapa foi Mitchel Van Den Brink da Eurol que com seu Powerstar de número #511 fechou a prova em quarto lugar com o tempo de 4H 07` 11``, ja logo atrás de Mitchel ficou o seu companheiro de equipe, Martin VanDenBrink (Powerstar número #506) que fechou a prova com o tempo de 4H 18`33``.

 Quem também fez uma boa prova foi Janus Van Kasteren da Boss Machinery que conseguiu o 8 lugar com o tempo de 04H 27`10``. 

Caminhoneiros, sempre mostrando o espírito de ajuda

 Não importa se é transportando cargas ou pilotando em um dos maiores ralis do mundo, o caminhoneiro sempre ajuda. Logo após o CP2, ponto onde a tempestade de início, 3 buggy’s da RedBull ficaram presos em um rio que se formou ali no deserto, sendo 2 que já estavam flutuando e inclusive com seus respectivos pilotos dentro, com isso os pilotos tanto da Eurol como da Boss Machinery pararam seus Powerstar para ajudar no resgate desses pilotos, mesmo que isso tenha custado um tempo perdido na prova.

Boss Machinery entra com recurso junto a FIA para rever penalização 

 Na segunda etapa do Dakar, o piloto Janus Van Kasteren chegou a finalizar o estágio em primeiro lugar, porém foi rebaixado para o segundo lugar, já que a organização o penalizou em 15 minutos adicionais ao seu tempo de prova devido a um Waypoint que o mesmo teria perdido, porém em um comunicado a Boss Machinery Team De Rooy Iveco menciona que entrou com um recurso junto a FIA para rever essa penalização e confirmar se de fato Janus perdeu o Waypoint. 

Não há uma previsão de quando esse recurso terá a resposta da FIA. 

Eurol e Boss Machinery estão no TOP 10 do Dakar

 Após o final do caótico terceiro estágio, os 3 Powerstar da Iveco estão no TOP 10 do Dakar. Já Victor Versteijnen que teve problemas em seu motor, segue na 47 posição.




Postagem Anterior Próxima Postagem