About Me


Hyster® orienta sobre o uso correto dos garfos das empilhadeiras



Fundamentais para as operações de movimentação de materiais, os garfos devem ser frequentemente inspecionados a fim de evitar riscos de rompimentos, tombamento de cargas e outros tipos de acidentes. 

 

 Responsáveis pela movimentação dos mais diversos tipos de materiais, os garfos são componentes essenciais das empilhadeiras e estão diretamente ligados à segurança das operações – afinal, o rompimento deste item pode ocasionar acidentes graves, prejudicando a integridade dos operadores e das mercadorias transportadas. Em prol de uma movimentação mais segura, a Hyster® - uma das marcas globais líderes em empilhadeiras – orienta sobre as boas práticas para o uso correto dos garfos que acompanham os equipamentos da marca.  





Antes de operar a empilhadeira, recomendamos que o operador inspecione o equipamento para verificar o estado de conservação dos garfos e a existência de rachaduras, desgastes ou desalinhamento das pontas Essas situações, se constatadas, indicam a necessidade de realizar a troca dos componentes”, explica Vagner Araujo, Gerente de Treinamento e Serviços da Hyster®, reforçando outras recomendações, como: 


*Não alinhar os garfos curvando-os ou adicionando calços; 


*Não tentar reparar os garfos através de aquecimento ou com soldas; 


*Caso um dos garfos esteja danificado, realizar a substituição de ambos imediatamente. 


 Vale lembrar que todos esses fatores são observados durante as manutenções preventivas das empilhadeiras, que devem ser realizadas a cada 500 horas ou seis meses, o que ocorrer primeiro. 


 Segundo Araujo, o comprimento dos garfos também merece atenção e deve ser, no mínimo, 2/3 do comprimento da carga a ser transportada. “É preciso certificar-se de que a carga esteja posicionada no centro dos garfos, para evitar quedas durante as curvas, e que as pontas deles não ultrapassem a carga. Após essa verificação, dirija com os garfos o mais baixo possível, para assegurar-se da capacidade da máquina”, orienta o especialista. 


 Por último, a dica de ouro é contar com fornecedores confiáveis, que produzam os garfos atendendo 100% às normas ISO 2328 e ISO 2330, que regulamentam sobre a correta fabricação do componente, e que estejam aptos para fazer o dimensionamento preciso dos itens de acordo com as dimensões dos pallets a serem transportados. 


 “Hyster® oferece uma gama completa de garfos para empilhadeiras, atendendo diferentes capacidades de carga, dimensões e montagens especiais. Utilizando matéria-prima de primeira linha e aplicando modernas soluções tecnológicas e processos de produção automatizados, nossos garfos são produzidos de acordo com os requisitos do cliente e os padrões de segurança mais rígidos da indústria”, reforça Araujo. 


 Entre os diferenciais dos garfos Hyster® destacam-se a utilização do aço de primeira qualidade com boas características de soldagem e forte resistência ao desgaste; soldagem automatizada de ganchos superiores e inferiores com sistema robótico; e tratamento térmico completo com têmpera e revestido em todo garfo, proporcionando as melhores qualidade e confiabilidade. 


Sobre a Hyster® 


 No Brasil, presente desde 1957, a Hyster® oferece diversos modelos de empilhadeiras e equipamentos para armazéns. A empresa investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento para assegurar que os produtos Hyster® estejam na vanguarda do setor de movimentação de materiais, proporcionando máxima confiabilidade e baixos custos de propriedade para operações exigentes, em qualquer lugar. Com destaque mundial no design e na fabricação de empilhadeiras, a Hyster® (www.hyster.com) integra a Hyster-Yale Group, Inc., uma subsidiária da Hyster-Yale Materials Handling, Inc. (NYSE:HY), sediada em Cleveland (Ohio, EUA) emprega, em conjunto com suas subsidiárias, cerca de 6.300 pessoas no mundo todo. 


Postar um comentário

0 Comentários